Descubra como vender através das redes sociais

O crescimento das redes sociais é inquestionável. Segundo um levantamento do Statista, o Brasil ocupa o quarto lugar no ranking entre os países com maior número de usuários nessas plataformas, com mais de 95,2 milhões de pessoas ativas.

De acordo com o estudo, o Facebook lidera como a rede social mais popular no mundo, mas o Instagram vem se destacando entre a população brasileira, apresentando um aumento de 230% nos últimos anos. 

Muito disso, deve-se às várias funcionalidades do Instagram, permitindo não só que usuários pudessem usar a rede, mas que várias empresas conseguissem divulgar seus negócios e vender produtos através dela.

Por isso, quem deseja aumentar a atuação no mercado online e, ao mesmo tempo, conquistar maior lucratividade precisa investir nas redes, como o Facebook e Instagram.

No artigo de hoje, descubra como vender através das redes sociais e conquistar ótimos resultados com a estratégia.

 

Tenha uma conta comercial

 

O primeiro passo é ter uma conta comercial. Grande parte das redes sociais já oferece essa funcionalidade, sendo possível criar uma fanpage, ou até mesmo criar um perfil corporativo para a sua empresa.

Isso transmite uma sensação maior de profissionalismo e credibilidade, fatores que são fundamentais para melhorar a taxa de conversão.

Através da conta comercial, é possível configurar diversas funcionalidades, bem como trazer informações importantes sobre a empresa, como:

 

  • Localização (endereço e apresentação no Maps);
  • Telefone e contatos rápidos pelas redes sociais;
  • Nome da empresa, descrição e valores do negócio;
  • Apresentação de logotipos e identidade visual;
  • Uso de ferramentas próprias para venda.

 

Verifique as especificações de cada rede, para saber o que realmente é preciso para construir o seu perfil ou página comercial.

Publique conteúdo relevante

 

Atualmente, o consumidor digital não está interessado somente em uma propaganda comum, mas quer consumir conteúdo a respeito do seu negócio.

Ou seja, ao procurar por produtos de higiene pessoal atacado, o público deseja saber informações interessantes sobre essas mercadorias e, além disso, conteúdos relevantes a respeito do nicho de atuação.

Por esse motivo, vale a pena investir na produção de materiais ricos e informativos, compartilhando-os através das redes sociais.

Além disso, é necessário ter um calendário editorial, quer dizer, ter uma frequência no compartilhamento de conteúdo em cada rede.

 

Use ferramentas de compra

 

Algumas redes sociais contam com ferramentas próprias para a venda de produtos. É o caso do Instagram Shopping, uma funcionalidade que permite marcar mercadorias diretamente em uma publicação e já direcionar o usuário até a compra.

Dessa forma, ao ver uma tornozeleira dourada feminina, por exemplo, o consumidor verá o valor e, ao clicar na tag, pode realizar a compra, de modo simples e fácil.

Interaja com o seu público

 

As redes sociais não funcionam apenas como uma “vitrine” dos seus produtos e serviços, mas também atuam como excelentes canais de comunicação com o público. Por meio delas, é possível enviar mensagens instantâneas para as marcas .

Daí a importância de interagir sempre com o público, pois uma venda pode ser concretizada através de uma conversa no Facebook Messenger, por exemplo.

Imagine que um usuário tem dúvidas sobre o judogui azul e envia uma mensagem à sua empresa pela rede social. 

Ao respondê-lo com cordialidade, as chances de venda são muito maiores, visto que esses canais atuam como uma espécie de SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor).

Também é preciso responder aos comentários e eventuais reclamações, sempre mantendo a simpatia e o respeito com o público.

 

Conclusão

Vender através das redes sociais tornou-se uma das estratégias de marketing mais eficazes para os negócios atuais. É preciso investir em um bom planejamento, para que assim, os resultados sejam ainda melhores.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Como o Youtube pode ser aliado nas suas vendas?

O YouTube é uma plataforma de compartilhamento de vídeos em constante crescimento, que contribui cada vez mais para o sucesso e destaque de empresas, marcas, artistas e os mais variados produtores de conteúdo. 

As pesquisas mais recentes indicam que, mesmo com outros tipos de serviços semelhantes disponíveis, os usuários preferem o YouTube. Essa ainda é a escolha líder entre as pessoas, com mais de dois bilhões de acessos mensais.  

De acordo com a projeção realizada a partir de dados coletados pela Cisco, o conteúdo correspondente a esse tipo de serviço será responsável por 82% de todo o tráfego de dados da internet até 2021. 

Essa pesquisa prevê o crescimento de informações adicionadas na plataforma desde 2016, e avalia a forma que as pessoas a utilizam, bem como sua interação e seu desempenho. 

Essas informações apontam uma oportunidade para os negócios, uma vez que mostra que uma parcela significativa dos usuários da internet encontra-se nessa rede social.

Desse modo, as empresas podem aproveitar a popularização do YouTube para alcançar mais pessoa. Além dessa, há outras vantagens, como:

  • Melhorar a interação com o público;
  • Destacar a marca;
  • Diversificar o conteúdo;
  • Criar interação com o usuário.

Vale lembrar que, hoje em dia, as mais variadas informações são buscadas nessa plataforma. Essa pesquisa inclui teste de produtos, videoaulas e até mesmo instruções mais pontuais e técnicas de equipes especializadas.

Logo, é interessante uma loja que vende colar guia espiritual disponibilizar vídeos com informações e abrir para comentários dos usuários, e assim, influenciar na decisão de compra de seus clientes.

 

O YouTube como ferramenta de vendas

 

Não é difícil perceber que essa é uma mídia social promissora para a empresa investir seus esforços e recursos. 

Mas, afinal, o que existe de tão especial nessa plataforma que apresenta um cenário tão promissor para desenvolver campanhas de marketing digital?

 

1 – Líder de audiência

O YouTube é o site mais acessado, tanto no Brasil, quanto ao redor do mundo, ficando atrás apenas do próprio Google. 

Por esse motivo, o mecanismo de pesquisas desse site é muito relevante nas estratégias SEO (Search Engine Optimization, ou otimização para mecanismos de busca) de uma empresa.

Isso significa trabalhar a otimização da campanha para os usuários poderem localizar mais facilmente o conteúdo daquela instituição.

Logo, se uma pessoa procurar por camiseta dry fit atacado feminina no YouTube irá encontrar um vídeo com essas palavras no título e na descrição.

 

2 – Quantidade de acessos

Pela quantidade de alcance de usuários mensais, sua infraestrutura técnica é capaz de levar o conteúdo à muitas pessoas em todo o mundo, simultaneamente. 

Isso garante que a empresa possa se destacar e criar uma imagem sólida no mercado, trabalhando com uma boa campanha.

 

3 – Anúncios

Além de criar o próprio canal e oferecer conteúdo original para os usuários, conquistando novos clientes, é possível adquirir receita inserindo anúncios em outros vídeos. Com o crescimento do canal, a tendência é que a plataforma adicione uma propaganda.

Assim, aquele produtor de conteúdo pode monetizar seu vídeo e o anunciante tem a chance de aumentar seus clientes. 

Uma loja de tornozeleira dourada feminina pode divulgar seu trabalho, aproveitando um vídeo com assunto semelhante, por exemplo.

 

O YouTube e seus resultados

 

O YouTube é uma plataforma voltada para o compartilhamento de vídeos, que permite a interação entre os usuários. Essa característica aproxima quem acessa e visualiza o conteúdo de quem produziu o material.

Além disso, é uma ótima forma de alcançar o público que prefere receber informações através de mídias audiovisuais. Esse é um recurso que abre um leque de possibilidades para a empresa desenvolver sua campanha e aumentar seus resultados de venda.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Descubra quais ações adotar para o crescimento do seu e-commerce

O crescimento do seu e-commerce pode depender tanto de fatores externos, como a economia, mas também de fatores internos, como as ações que você escolhe tomar para alcançar esse progresso.

Mesmo que seja um mercado em forte expansão e com boas perspectivas para o futuro, é importante pensar na concorrência, afinal, muitos empreendedores estão investindo nessa modalidade de negócio.

Isso porque uma loja online traz uma série de vantagens, como menos gastos com infraestrutura e outras despesas comuns de uma loja física. 

Além disso, em um cenário de pandemia e isolamento social, esse modelo de compra e venda tornou-se ainda mais importante.

Se você quer ver o crescimento do seu negócio, acompanhe a leitura desse artigo e conheça dicas importantes para te ajudar.

Aumento das vendas online

Mesmo com a crise trazida pelo coronavírus, as vendas por e-commerce cresceram mais de 100%, de acordo com pesquisa da Abcomm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico).

Em comparação, no mesmo período de 2019, as vendas online cresceram 110,52%. No entanto, o surgimento de lojas virtuais também cresceu cerca de 12,6%.

Para ter uma noção, esse crescimento só era esperado para daqui a 5 anos, mas tal expansão trouxe novas oportunidades e vantagens para consumidores e vendedores.

Ao mesmo tempo a concorrência aumentou, o que faz com que os proprietários dessas plataformas busquem alternativas para se destacar, seja uma loja de roupas ou uma joalheria que venda anel de ouro feminino.

Dicas para o crescimento da sua loja online

O marketing digital é um meio de comunicação importante e acessível, tanto para empresas quanto para consumidores. 

Para usá-lo a favor do seu e-commerce e fazê-lo crescer, algumas dicas são:

1 – Aumentar a participação nas redes sociais

O primeiro passo é conhecer bem o público, pois é dessa forma que a plataforma de vendas conseguirá comunicar-se adequadamente. Portanto, é necessário levantar dados como:

  • Gênero;
  • Idade;
  • Localização;
  • Classe social;
  • Entre outros.

Com base nas informações levantadas, uma joalheria, por exemplo, pode produzir conteúdos relevantes que abordem assuntos do interesse do seu público, como a tecnologia envolvida na fabricação de colar de ouro feminino.

Esse material deve ser publicado, de preferência, no blog da loja e compartilhado nas redes sociais, para que o público tenha acesso e possa interagir por meio de curtidas, compartilhamentos e comentários.

Para aumentar ainda mais o engajamento, é interessante que a empresa responda comentários e dúvidas o mais rápido possível, sempre com cordialidade e em um tom adequado.

2 – Aumentar o ranqueamento do site

O ranqueamento é fundamental para que o site da loja apareça entre os primeiros resultados na busca do Google. Para isso, são necessárias ações como:

Definir palavras-chave

As palavras-chave são os termos mais pesquisados pelos usuários, um exemplo disso é o público-alvo de uma loja online de bijuterias pesquisar sobre pulseiras tyvek atacado.

A loja, então, usará esse termo em seus conteúdos e também em seu site, para que o Google possa identificá-lo e posicioná-lo entre os primeiros resultados da pesquisa.

Site responsivo

As pessoas acessam a internet por dispositivos móveis, como celulares, a maior parte do tempo. Por isso, sites otimizados são necessários, pois eles adequam as páginas ao tamanho da tela, sem que a navegação seja prejudicada.

Todas essas ações precisam ser realizadas com um planejamento, para que sejam mais eficazes. Ademais, por meio de estratégias em marketing digital é possível fazer com que uma plataforma e-commerce cresça e ganhe destaque.

Com as vendas em alta, é natural que a concorrência seja mais acirrada, mas nada que não possa ser mediado por meio de campanhas e de ações orgânicas da tecnologia e da internet.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.