Conheça 3 ideais para ajudar a mudar o ambiente da cozinha

Fazer uma reforma na casa e mudar a cozinha é o objetivo de muitas pessoas, afinal, estamos falando de um espaço onde é realizado o preparo e o armazenamento de alimentos. 

Mas não somente: a cozinha tornou-se um ambiente do qual temos momentos de convívio com nossa família e amigos.

Mais do que limpa e organizada, a cozinha precisa ser funcional e agilizar as tarefas do dia a dia. A boa notícia é que, na hora de reformá-la, o mercado oferece muitas opções e possibilidades.

Isso tem acontecido, na maioria das vezes, por conta das mudanças nas plantas dos imóveis, que tem até mesmo integrado esse ambiente à sala.

Por isso, a união entre cozinhar, beber, conversar e interagir já é parte do dia a dia de muitas pessoas. Portanto, é necessário adaptar esse ambiente a esta nova realidade.

A seguir, acompanhe algumas dicas para você transformar sua cozinha e garantir um espaço mais agradável e prático para o seu dia a dia. 

 

Dicas para fazer uma mudança na sua cozinha

Além de usar produtos de limpeza para cozinha de restaurante para manter esse cômodo sempre higienizado, algumas estratégias podem ajudar a mudá-lo, como:

 

1. Otimizar o espaço

Para otimizar a sua cozinha, existem algumas opções que podem ser colocadas em prática, entre elas:

  • Aproveitar o espaço nas paredes;
  • Usar móveis planejados;
  • Apostar em organizadores;
  • Adaptar uma pia na bancada.

As paredes podem ser aproveitadas com o uso de prateleiras, armários e ganchos, que vão ajudar a organizar os utensílios como panelas, pratos, panos, entre outros, tudo isso sem comprometer o espaço.

Os móveis planejados ajudam a valorizar o espaço e eles são indicados, em especial, para cozinhas menores e com pouco espaço.

Os organizadores podem ser colocados dentro dos armários, acomodando melhor pratos, talheres e outros utensílios essenciais.

Uma bancada com pia vai ajudar nos momentos de preparo dos alimentos, dando mais espaço para o manuseio dos ingredientes.

 

2. Colocar papel de parede

Os papéis de parede também podem ser usados na cozinha, uma vez que eles são capazes de mudar a cara do ambiente, sem gastos e outros percalços de uma reforma.

São tão práticos de instalar e apropriados para a umidade que podem, até mesmo, ser instalados no banheiro.

São duráveis, podendo permanecer no ambiente de 5 a 12 anos. Ou seja, você pode comprar um papel de parede que combine com a luminária de led para cozinha que você escolheu, para harmonizar o espaço e deixá-lo mais bonito.

 

3. Usar um dispenser de alimentos

Os dispensers de alimentos estão em altas e têm sido usados por pessoas que queiram modernizar o ambiente, mas também deixá-lo mais prático.

Eles são indicados para o consumo de grãos, como cereais, granolas e castanhas, facilitando seu consumo tanto por adultos, quanto por crianças.

 

4. Instalar persianas na janela

Uma cozinha bem iluminada e com entrada de luz natural é fundamental, no entanto, o excesso de luminosidade por atrapalhar em alguns momentos e deixar o ambiente um tanto abafado.

Por isso, o ideal é apostar em persiana vertical preta para bloquear a entrada de luz em momentos mais quentes do dia, deixando a sua cozinha agradável para quando for usá-la.

 

Conclusão

Para colocar em prática todas essas dicas, não se esqueça de antes fazer um bom planejamento. Assim, você evita sair do orçamento previsto e consegue melhorar a sua cozinha com itens de qualidade.

Se for fazer uma reforma mais complexa, que inclui mão de obra especializada, é ainda mais importante planejar-se e se preparar para eventualidades. Depois que tudo estiver pronto, é só aproveitar o novo ambiente com a família.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Mude os móveis para treinar! 7 dicas para aproveitar os espaços em casa

Quem mora em espaços pequenos, como apartamentos ou residências menores, tem que buscar alternativas para aproveitar os espaços em casa o máximo possível, especialmente para dispor de um ambiente adequado para a prática de exercícios físicos.

No artigo de hoje, confira 7 dicas para aproveitar os espaços em casa, com a simples mudança de móveis. Acompanhe a leitura!

 

1 – Evite o acúmulo de acessórios

Os espaços pequenos pedem uma decoração mais funcional, voltada para a praticidade e otimização do ambiente. Por esse motivo, uma alternativa é optar pelo estilo minimalista, que faz o uso de móveis úteis ao local.

Desse modo, para treinar em casa fica mais fácil arrastar os artigos, sem a necessidade de mover inúmeros acessórios que não tem utilidade prática no dia a dia.

 

2 – Delimite o número de móveis nos cômodos

Para começar a treinar em casa, o primeiro passo é escolher um cômodo adequado, como o escritório, o quarto ou a sala de estar. 

O recomendável é optar pelo ambiente que tenha a menor quantidade de móveis e, se necessário, limitar a quantidade de itens no espaço.

Por exemplo, em um escritório, o mais importante é ter a mesa de trabalho e a cadeira de escritório. Assim, os demais móveis podem ser dispensados, o que torna mais fácil arrumar o cômodo para um treino em casa.

Além disso, é possível escolher itens menores, mas que oferecem o mesmo conforto e praticidade aos moradores.

 

3 – Opte por prateleiras

Se treinar em casa é um desafio por conta do excesso de objetos nos cômodos, uma alternativa é investir em prateleiras para a organização vertical dos objetos. Assim, não é preciso se desfazer de nada, ao mesmo tempo em que se tem uma otimização do espaço.

Além disso, as prateleiras são excelentes para guardar acessórios de treino, como:

  • Pesos e anilhas;
  • Faixas de alongamento;
  • Equipamentos de pilates;
  • Colchonetes.

4 – Prefira móveis planejados

Os móveis planejados são capazes de melhorar o aproveitamento dos cômodos, com maior organização e disposição dos objetos. 

Para quem deseja um espaço de treino, o ideal é ter um planejamento detalhado do ambiente, sendo mais fácil aproveitar o local durante a prática de atividades físicas.

Por exemplo, uma cadeira de escritório sem rodinha costuma ter um tamanho menor, em comparação às grandes poltronas corporativas, ocupando menos espaço.

 

5 – Instale portas deslizantes

As portas deslizantes são indicadas para residências menores, justamente por ocuparem menos espaço, em comparação às convencionais.

Durante os treinos, as portas não ocupam o recinto, sendo mais fácil se movimentar pelo cômodo, sem o risco de esbarrar nos móveis.

 

6 – Crie novos ambientes

É possível incluir diferentes espaços na sua casa, com pequenas mudanças estruturais da disposição dos móveis. Para quem ama soluções práticas, a alternativa é oferecer novas funções para áreas pouco aproveitadas da residência.

Por exemplo, o vão sob os degraus da escada pode ser aproveitado para guardar objetos, como os próprios acessórios de treinos.

Para dar um novo visual ao ambiente, a alternativa é fazer a restauração de fachada e dos revestimentos, pois a simples mudança de cor já transmite novas sensações aos moradores.

7 – Prefira os espaços abertos

Os espaços abertos são melhores para residências menores e oferecem mais espaço para treinos. 

Assim, é possível fazer uma aula de dança em toda a extensão da sala de estar e de jantar, aproveitando ao máximo dos dois cômodos.

 

Conclusão

Com um pouco de organização, qualquer canto pode virar uma sala de treinamento. 

Dessa forma, não há desculpa para não se exercitar, já que mesmo quem tem a rotina corrida pode tirar um tempinho para as atividades físicas mesmo em casa.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.