Conheça as 6 dicas que ajudar a montar um bom banner

Quem está montando um banner deve ter se deparado com inúmeras dúvidas, já que é preciso investir em uma boa impressão e um material de qualidade para atrair o público-alvo e potencializar as vendas.

Antes mesmo de serem populares na internet, os banners são velhos conhecidos da publicidade tradicional e até hoje são famosos pela sua grande eficiência de divulgação.

No artigo de hoje, conheça algumas dicas para ajudar a montar seu banner e saiba como investir em um material de excelência para o seu negócio. Acompanhe a leitura!

 

1 – Tenha cuidado com as cores

A primeira dica é tomar cuidado com as cores usadas no banner. É fundamental seguir o padrão visual da sua empresa, para tornar a identificação da audiência mais fácil.

Por exemplo, se uma escola particular infantil creche tem o azul claro como cor predominante, essa tonalidade obrigatoriamente deve aparecer no cartaz, em conjunto com o logo e o nome do estabelecimento.

Claro que é possível mesclar alguns tons, mas sem exageros, para que o banner não fique muito poluído, dificultando a interpretação da mensagem.

 

2 – Coloque informações de contato

Um dos maiores erros na confecção de banners impressos é focar apenas na propaganda e esquecer das informações de contato. 

Lembre-se que, em muitos casos, as pessoas irão ler rapidamente o conteúdo e, se tiverem interesse, precisam saber como falar com a empresa. Por isso, sempre coloque no seu banner:

 

  • Nome da empresa;
  • Telefone;
  • Endereço físico;
  • E-mail;
  • Redes sociais;
  • Entre outros.

 

Caso a sua empresa tenha um site, vale a pena colocar o endereço também. Assim, as pessoas podem entrar na sua página para procurar mais informações sobre o negócio.

 

3 – Posição do logo

O logo da sua marca deve aparecer em todos os materiais de comunicação visual, incluindo painéis, cartões de visita, outdoors, entre outros. Isso porque esse elemento é o principal responsável pela identificação da empresa.

Uma dica é colocar o novo sempre no topo do seu banner. Normalmente, a leitura dos nossos olhos começa de cima para baixo e da esquerda para a direita. 

Sendo assim, as pessoas podem verificar seu logo muito mais fácil.

 

4 – Escolha uma boa gráfica para a impressão

A qualidade de impressão do seu cartaz faz toda a diferença. Por isso, recomenda-se escolher uma gráfica de renome e que tenha experiência na elaboração de materiais visuais para marketing.

O ideal é que a confecção seja feita em uma impressora de banner roland, um equipamento de alta qualidade e que garante um acabamento perfeito para o material.

 

5 – Fixe bem o seu banner

O seu banner pode ficar exposto às mais variadas intempéries, como vento e raios solares. Por isso, é importante escolher um local ideal para a fixação, bem como estruturas adequadas para suportar as variações climáticas.

Uma dica é procurar por um bom suporte de ferro para banner, além de verificar o local onde o material vai ser exibido. Dê preferência para espaços com grande fluxo de pessoas, para que a sua publicidade tenha efeito.

 

6 – Escreva textos objetivos

A produção de banners envolve não apenas o uso de elementos imagéticos, mas também a aplicação de textos. Afinal de contas, a intenção é passar uma mensagem para a audiência, com a finalidade de atrair pessoas para o seu negócio.

Porém, é necessário ter cuidado com os exageros. Dê preferência para textos mais objetivos e diretos, afinal, muitas pessoas podem ver seu banner com uma certa pressa, enquanto estão indo para algum local.

 

Conclusão

Os banners são materiais publicitários muito eficientes. Portanto, devem ser feitos com a devida qualidade, para que seu efeito tenha verdadeiro impacto no mercado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Entenda como funciona uma gráfica de sucesso! Veja os vitais trabalhos

A gráfica é uma empresa prestadora de serviços que tem como principal objetivo imprimir documentos, arquivos, materiais, entre outros conteúdos, a partir de trabalhos de rotogravura, flexografia, offset, entre outros.

Embora muitos trabalhos e procedimentos estejam migrando para o ambiente virtual, o serviço das gráficas ainda permanece como um dos mais importantes do mercado, visto que muitos artigos devem ser impressos, pois obrigatoriamente devem ser físicos.

Um exemplo é a placa informativa para banheiro, que é essencial para identificação dos estabelecimentos comerciais, corporativos e empresariais, e que é feito pelas gráficas.

No artigo de hoje, entenda como funciona uma gráfica de sucesso e saiba quais são os principais trabalhos realizados por essas empresas. Acompanhe a leitura!

 

Quais são os principais trabalhos de uma gráfica?

As gráficas trabalham com impressão de vários materiais, porém, há alguns tipos de serviços específicos que asseguram a qualidade dos trabalhos.

A seguir, conheça as principais atividades de uma gráfica.

 

1 – Pré-impressão

A pré-impressão consiste nos ajustes técnicos do documento, antes da impressão propriamente dita. Aqui, o cliente envia o arquivo para a gráfica, que irá avaliar e organizar o bureau de serviços.

Por exemplo, para a impressão de calendário de mesa, é necessário adequar o formato do arquivo, a quantidade e saber exatamente o tamanho, dimensão e orientação do papel. Além disso, por vezes, é preciso corrigir algumas especificações, como cor.

 

2 – Bureau

O bureau consiste na criação das matrizes para a impressão. Atualmente, esse processo é feito em um sistema CLP (Controlador Lógico Programável).

Também é o momento para realização do fotolito, que hoje é um dos tipos de acabamento mais recomendados para impressão.

 

3 – Impressão

No momento da impressão, é possível escolher entre vários tipos. São elas:

 

  • Impressão offset;
  • Impressão digital;
  • Impressão híbrida;
  • Serigrafia;
  • Rotogravura;
  • Flexografia.

 

A impressão offset é uma das técnicas mais usadas e populares. Em geral, ela é aplicada na impressão de cartões de visita, cartazes, folders e livros, bem como materiais de alta tiragem (jornais e revistas).

Inclusive, foi a partir do offset que o setor gráfico evoluiu, superando a tipografia tradicional e permitindo o surgimento de outros tipos de impressão.

Um exemplo é a plotagem a2, muito usada para comunicação visual e desenvolvimento de banners.

 

4 – Acabamentos

Depois que a impressão é finalizada, a gráfica espera que a tinta do material seque por completo, depois leva o arquivo para o acabamento, onde passa por processos de laminação, hotstamping, encadernação e corte.

Depois do acabamento, o material já está pronto para ser entregue ao cliente.

 

Como montar uma gráfica de sucesso?

 

Quem deseja trabalhar com uma gráfica, precisa levar em conta todos os aspectos que envolvem a montagem de um negócio. 

Ou seja, é necessário fazer um planejamento detalhado da empresa, levantando todos os pontos fortes, fracos e aspectos de mercado.

No caso das gráficas, é importante dar especial atenção à localização. Isso porque os estabelecimentos estrategicamente localizados tendem a receber mais clientes, principalmente porque o serviço de impressão é essencial.

Uma dica é dar preferência aos centros comerciais, com grande fluxo de pessoas.

Por fim, vale a pena ficar atento à concorrência. Observe se há alguma gráfica próxima da região onde você deseja abrir o seu negócio, bem como os serviços prestados.

Em pequenos bairros, que já têm uma gráfica consolidada e tradicional, pode ser difícil abrir uma concorrente. Por isso, é necessário fazer uma busca prévia do mercado antes de começar o seu negócio.

 

Conclusão

As gráficas são negócios bem rentáveis, afinal, elas permitem a materialização de inúmeros arquivos digitais. Desse modo, é importante saber bem onde abrir um estabelecimento e, com isso, obter sucesso nos negócios.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Como a comunicação visual pode atrair mais clientes?

A comunicação visual de uma empresa é um fator primordial em que todos os negócios precisam estar atentos para obter sucesso no que fazem. Isso porque é dessa forma que o público será atraído para a marca.

Apesar de ser fundamental e trazer muitas vantagens, alguns proprietários ainda não entenderam essa importância e acabam perdendo boas oportunidades para a concorrência.

Não agarrar as chances de venda e crescimento é um erro que pode prejudicar a marca. Neste artigo, falaremos sobre a importância da comunicação visual e suas vantagens para uma empresa. Acompanhe!

 

O que é comunicação visual?

A comunicação visual é a maneira que uma empresa usa para se apresentar para a sociedade. Trata-se de um conjunto de elementos visuais que criam uma identidade para a marca e a diferencia no mercado, fazendo uso de:

  • Cores;
  • Formas;
  • Simbologias;
  • Letras.

Muitos outros elementos são usados, e estes ajudam a determinar a “cara” da empresa. Por isso, é importante que seja coerente, chame a atenção, seja profissional e cause boa impressão.

 

Importância e vantagens da comunicação visual

A empresa deve trabalhar com uma identidade visual que mostre seu posicionamento no mercado, desde etiqueta de preço para gôndola até a porta de entrada do estabelecimento, para conquistar a confiança de seus clientes.

Esses elementos visuais agregam valor ao negócio e fazem com que ele se destaque em meio à concorrência. Afinal, a comunicação visual ajuda as pessoas a se lembrarem da marca toda vez que quiserem comprar alguma coisa que ela ofereça.

Portanto, é uma estratégia que influencia diretamente nos lucros, o que não permite que ela seja falha. Quando ela simplesmente não existe, a empresa causa a impressão de ser amadora.

Isso pode deixar os clientes cheios de dúvidas em relação à qualidade dos produtos ou serviços que são oferecidos. Assim, a comunicação visual é que vai trazer confiança e credibilidade para o negócio.

Se uma empresa de aluguel de máquina de café fizer bom uso da comunicação visual, ela será beneficiada com:

1 – Fortalecimento da marca

É a comunicação visual que vai fixar a marca na cabeça dos consumidores. Só que isso só é possível com um trabalho minucioso, bem feito e planejado ao longo do tempo.

Então, quando a pessoa vê uma cor, um símbolo, logotipo ou frase, rapidamente os associa à marca que vende determinado produto ou serviço.

2 – Registro da marca no imaginário do público

Existem muitas empresas que simplesmente não são esquecidas pelas pessoas, mesmo que elas nunca mais façam nenhuma propaganda.

Isso acontece porque foram criadas uma comunicação visual e uma identidade tão fortes que as pessoas já não precisam mais de comerciais ou anúncios para se lembrarem dessas marcas quando precisam dos produtos ou serviços oferecidos.

3 – Criar notoriedade

Atualmente, por conta da internet, o público tem acesso a tudo o que precisa e com muitas opções. Por isso, se alguém precisa de barraquinha de festa infantil, vai encontrar na web muitas empresas que trabalham com isso.

Isso significa que é preciso ser notado e lembrado mais do que seus concorrentes. Por meio da comunicação visual, a marca se destaca e passa a figurar entre as preferidas pelos consumidores.

 

Conclusão

É importante entender e saber trabalhar a comunicação visual para que uma empresa fale diretamente com seu público de maneira atrativa e eficiente.

Portanto, mesmo que hoje as marcas tenham acesso ao que há de melhor e mais tecnológico em seus processos, como o marketing digital, é necessário trabalhar todos os seus aspectos para criar uma identidade forte no mercado. 

Afinal, além de atrair novos clientes, leva o público a enxergar o valor da marca.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.