3 dicas para quem está iniciando no mercado imobiliário

Trabalhar com o mercado imobiliário pode ser uma grande oportunidade para iniciar negócios financeiros. Mas é preciso conhecer sobre o assunto e entender sua dinâmica para saber o que fazer.

Essa área econômica atrai muitos investidores e até mesmo pessoas que ainda não estão habituadas com esse tipo de setor. As possibilidades de resultados positivos e o potencial de retorno oferecidos são muito convidativos.

Muito mais do que valores, nesse caso, os investimentos envolvem bens físicos. O mercado imobiliário é um setor que lida com a comercialização de imóveis, seja para locação, compra ou venda, tais como:

 

  • Casas;
  • Prédios;
  • Terrenos;
  • Apartamentos;
  • Entre outros.

 

Nos centros urbanos, o espaço disponível para ser negociado, normalmente já está ocupado com construções. 

É interessante lembrar que os imóveis adquiridos dessa forma podem ser destinados ao uso pessoal ou comercial, como uma residência ou galpão, por exemplo.

Como o mercado imobiliário envolve a transação de bens reais, é preciso ter muito mais cuidado para não perder todo um patrimônio. 

Embora seja mais visível e mais fácil compreender o que acontece nesse meio, existem diversas variáveis. Assim sendo, acompanhe a leitura deste artigo para saber mais sobre o assunto.

 

Como se inserir no mercado imobiliário?

Quem deseja fazer parte do mercado imobiliário precisa conhecer melhor o setor para usufruir de todas as oportunidades oferecidas, além de conseguir lidar com as dificuldades que podem surgir no meio do percurso. 

 

Por isso, algumas dicas são:

 

1 – Pesquisas de referência 

Pesquisar as referências que existem no ramo imobiliário ajuda a saber o que já existe e como é possível atuar para obter sucesso. Essa ação torna-se essencial para se inserir nesse cenário com qualidade e variabilidade.

Por exemplo, a impermeabilização de laje antiga é fundamental para a segurança e preservação do imóvel. 

Como consequência, as referências de atuação nesse ramo permitem ter conhecimento dessa importância e levam o corretor a ficar mais atento ao negociar um imóvel.

 

2 – Entender o mercado

Para entender como o mercado imobiliário funciona, é necessário entender o contexto que o levou a estar com as características atuais. 

Isso permite estabelecer um plano de ação adequado e visualizar as tendências de mercado. A perspectiva do que está por vir através dessa visualização oferece a possibilidade de adotar medidas para lidar com as situações, antes que elas aconteçam. 

Até alguns anos atrás, não existia luminária de led para cozinha, por exemplo. Então é importante conhecer a trajetória desse segmento, assim como os elementos que integram suas evoluções.

Estudar a dinâmica entre as partes envolvidas ajuda a compreender o cenário atual. Além disso, é necessário manter o negócio de acordo com a legislação.

 

3 – Conhecer o público

Saber as preferências do público do segmento imobiliário é fundamental para oferecer conteúdos, produtos e serviços de forma adequada. Assim, é possível dialogar corretamente com a parcela consumidora, atendendo suas necessidades.

Se o deck de madeira para piscina redonda é uma característica que agrada quem busca um imóvel através do site da sua imobiliária, esse item deve fazer parte dos filtros de pesquisa. 

É assim que é possível identificar as preferências do cliente, auxiliando no oferecimento de conteúdos relevantes.

 

Importância do planejamento e organização

Elaborar um planejamento para colocar em prática todos os processos cotidianos é fundamental para atuar em qualquer setor, assim como ter organização para seguir essa meta de planos. Com o mercado imobiliário, isso não é diferente.

A metodologia de administração baseada nesses princípios, é fundamental dentro das imobiliárias, uma vez que os valores negociados vão além de meras transações financeiras. 

Afinal, ao envolver bens como os imóveis, os parâmetros de referência exigem um cuidado ainda maior.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Entenda como resolver o problema de infiltração na sua casa

Um problema de infiltração é algo grave e não afeta apenas estruturas antigas. Ao contrário do que se pensa, proprietários de residências novas também devem estar atentos para saber como lidar com essa questão.

É importante ressaltar que a infiltração afeta a instalação física do imóvel, causando danos materiais e prejuízo financeiro. Desse modo, quanto mais demorar para identificar e resolver o problema, piores serão as consequências.

Em casos como esse, o ideal é adotar medidas preventivas para evitar distúrbios. Assim, é possível corrigir os pontos falhos que tendem a desenvolver uma infiltração, antes que esse problema aconteça.

Os cuidados de observação e manutenção ajudam a evitar diversas complicações causadas pela infiltração, como:

 

  • Umidade no interior das paredes;
  • Rede elétrica danificada;
  • Pintura descascada;
  • Elementos de madeira prejudicados.

 

Lembrando que, uma casa é projetada para proteger seus moradores e tudo o que é armazenado em seu interior. Muitos objetos, móveis e equipamentos não são resistentes à umidade: precisam de um local seco e arejado para sua preservação.

Para saber mais sobre como evitar ou solucionar as infiltrações em sua residência, acompanhe a leitura deste artigo.

 

Como prevenir problemas causados pela infiltração

Um imóvel precisa ser bem planejado para apresentar um ambiente seguro aos moradores, tanto a estrutura física e os bens materiais do local precisam ser preservados.

Mesmo com uma construção bem elaborada, é indicado realizar alguns procedimentos para resolver os problemas que podem aparecer no decorrer do tempo, devido ao desgaste natural.

Sendo assim, é fundamental seguir algumas dicas de preservação:

 

1 – Realizar reformas 

A reforma de uma casa não deve ser feita apenas quando o morador encontra um problema ou seu proprietário pretende vender, alugar ou empreender. 

Reformar é um processo que evita gastos maiores e apresenta uma ótima solução preventiva para a residência.

Esse é o momento de fazer uma revisão em toda a estrutura e corrigir possíveis falhas, além de melhorar as características do imóvel, visando os benefícios para a residência em si e seus moradores. 

Uma dica é utilizar manta aluminizada para telhado para auxiliar no controle da temperatura dos cômodos, sendo e eficaz para impedir infiltrações.

 

2 – Colocar telhado 

Fazer um telhado pode ser um quesito a mais para resolver a infiltração de um imóvel. 

Muitas casas são finalizadas apenas com a laje e o acabamento estético. Porém, o telhado é muito importante para proteger a residência e impedir a entrada de água da chuva.

Por isso, ao realizar a revisão dos ambientes para evitar problemas de infiltração, é interessante instalar uma calha central telhado

Dessa forma, a água pode escorrer para as laterais, sem acumular-se sobre a casa.

 

3 – Utilizar impermeabilizantes

O impermeabilizante cria uma proteção na construção para impedir a passagem de água e umidade. É essencial estar atento aos locais que devem receber esse cuidado e qual é o material mais indicado para obter um bom resultado.

Uma orientação é realizar a impermeabilização de laje antiga. Assim, é possível impedir que o desgaste natural do tempo cause intempéries na estrutura que facilita infiltrações e podem danificar o imóvel.

 

Benefícios de impedir a infiltração na casa

Resolver problemas de infiltração em uma residência trazem vantagens tanto para a preservação material dos bens materiais, quanto em relação aos gastos financeiros. 

É preciso ressaltar que essa resolução deve acontecer assim que algo incorreto for identificado.

A umidade que entra pelo telhado ou pela laje que não possui impermeabilização pode se espalhar através da parede e chegar até o chão, por exemplo.

Entre os benefícios desse cuidado está um ambiente seguro e saudável, sendo uma forma até mesmo de evitar a proliferação de fungos e doenças.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos