Quais atividades físicas são mais recomendadas para os idosos?

As atividades físicas para idosos precisam ser direcionadas, já que manter o organismo ativo é a melhor maneira de ter saúde.

A qualidade de vida deve ser algo almejado em todas as idades, principalmente após os 60 anos, em que é preciso tomar cuidados específicos para manter o corpo e a mente saudáveis.

Os exercícios físicos ajudam a controlar a perda de força e massa muscular. Além disso, eles estimulam a produção de hormônios e ajudam no ganho de flexibilidade para a realização das tarefas do dia a dia.

Vale dizer que as atividades físicas também são importantes para a saúde mental. 

Elas ajudam na disposição e na autoestima, para que os idosos possam encarar o envelhecimento com mais naturalidade.

As práticas de pouco impacto são as mais recomendadas para quem está com mais de 60 anos, para evitar a ocorrência de lesões e machucados nas articulações.Mas nunca é tarde para começar a fazer exercícios físicos. Manter-se ativo na terceira idade é uma maneira de diminuir o risco de doenças crônicas, depressão, osteoporose, além de alguns tipos de cânceres.

Por isso, vários médicos, como ortopedista esportivo, recomendam a prática de esportes e outros exercícios em qualquer fase da vida.

No artigo de hoje, conheça quais atividades físicas são mais recomendadas para os idosos e os principais benefícios. Acompanhe a leitura!

1 – Alongamentos

Os alongamentos, embora pareçam fáceis, são exercícios que melhoram a capacidade funcional e a qualidade de vida dos idosos. Eles oferecem diversos benefícios, como:

  • Maior equilíbrio do corpo;
  • Controle das dores musculares;
  • Aumento da flexibilidade;
  • Melhoria da mobilidade;
  • Potencializa a autonomia e bem-estar.

Os exercícios de alongamento ajudam na saúde física e mental da terceira idade, mas precisam ser executados com cuidado para evitar riscos. 

Por isso, recomenda-se que as atividades sejam feitas com a consulta de um profissional e de forma supervisionada.

 

2 – Dança

A dança é uma das atividades mais recomendadas para idosos. O segredo é ter uma boa playlist, montar uma mesa de som yamaha digital e juntar os amigos para praticar uma aula animada e divertida.

De acordo com um estudo feito pelo Albert Einstein College of Medicine, em Nova York, a dança ajuda a prevenir a perda de memória e o Alzheimer em idosos. 

Além disso, é uma atividade que ajuda na socialização e no encontro de amigos.

3 – Hidroginástica

Por ser realizada dentro d’água, a hidroginástica é uma atividade muito boa para evitar lesões e dores musculares nos idosos. 

É importante que o exercício seja feito em local apropriado, com piscina aquecida e um sombrite para garagem, se o espaço for aberto (para evitar raios solares). 

A hidroginástica é especialmente indicada para pessoas com osteoporose e artrose, justamente por ter um baixo risco de lesão.

 

4 – Musculação

A musculação e os exercícios resistidos têm se mostrado muito vantajosos para os idosos, promovendo a segurança articular e cardiovascular. 

Quando realizados com supervisão, eles são capazes de aumentar a massa muscular e óssea.

Contudo, os idosos devem sempre fazer exercícios de musculação devidamente acompanhados e alternar os dias de treinamento. Dessa forma, é possível aproveitar todos os benefícios da prática.

Além disso, a recomendação é aliar a musculação com algum exercício aeróbico, como caminhadas ou natação, para prevenir a ocorrência de diabetes, hipertensão, colesterol alto, entre outras doenças crônicas.

 

Conclusão

Para que a atividade física impacte de forma positiva os idosos, é fundamental que os exercícios sejam realizados com acompanhamento médico, levando em consideração as particularidades de cada corpo e as eventuais limitações.

Afinal de contas, a melhor atividade física é aquele que atende às necessidades e condições de saúde de cada indivíduo.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.