Vale a pena realizar investimentos em casas mobiliadas?

O setor de casa e construção tem várias peculiaridades e pode despertar dúvidas em quem pretenda investir nessa área, sendo uma das principais a do investimento em casas mobiliadas.

É comum vermos essa solução em filmes norte-americanos, já que lá tal medida é como que uma tradição. Contudo, cada vez mais temos visto isso também no mercado nacional.

As questões que ficam pairando no ar, porém, são a respeito dos prós e contras desse tipo de negociação. 

Será que vale a pena investir em casas já mobiliadas, ou é preferível comprar o imóvel vazio e mobiliá-lo depois?

Se você quer compreender melhor antes de tomar sua decisão, veio ao lugar certo. Basta continuar com a gente até o fim da leitura.

 

O que são e quais os impactos?

Pode parecer redundante a questão sobre “o que são imóveis mobiliados”. Afinal, parece óbvio, porém o que se ressalta aqui são os bastidores dessa área.

Geralmente, as empresas que comercializam dessa maneira nada mais são que construtoras ou imobiliárias com uma boa influência no mercado.

Assim, além de dominarem o seu setor, conhecem também o moveleiro e todos os demais nichos. Por isso, existe certa organicidade em tais projetos.

Se o edifício fosse comercial, a mesma construtora ou empreiteira que ergueu a construção definiria qual a melhor estrutura metálica para cobertura, e depois quais os melhores móveis e instalações do ambiente.

Isso completa o serviço de modo mais abrangente, além de que costuma incluir os famosos móveis planejados, que se encaixam perfeitamente em cada aplicação.

Aí estão alguns impactos positivos. Por outro lado, também é essa modalidade de negociação que pode assustar, a princípio, em termos financeiros.

Sim, já que dentro da mesma linha de casas e imóveis cotados haverá uma diferença considerável de valor naqueles que já forem mobiliados, pois a mobília estará embutida no preço final.

Esse ponto merece aprofundamento.

 

Como ver a questão dos valores?

Já vimos como o know-how das empresas que vendem imóveis mobiliados pode ser um fator bastante positivo em qualquer negociação.

Uma ponderação necessária é sobre os valores, pois embora obviamente o mobiliado acabe ficando um pouco acima do valor, na prática ele deve sair mais em conta.

Se você fosse calcular a mobília de uma casa inteira (ou mesmo de uma empresa), incluindo aí os vários serviços de que precisaria para encontrar as peças indispensáveis e chegar ao ponto perfeito, certamente o valor acabaria ficando muito maior.

Afinal, uma simples estante escritório pode custar muito mais caro para o usuário final, que compra apenas uma peça, do que para uma construtora. 

Esta ainda costuma encomendar um lote bem maior de móveis, já que compra sempre no atacado.

 

A praticidade e o longo prazo

Você ainda pode estar pensando: “Mas os móveis não vão ter a minha cara, e talvez nem combinem com o meu estilo”.

O que isso demonstra, porém, não é a desvantagem do imóvel mobiliado, mas a necessidade de pesquisar bastante antes de realizar qualquer aquisição.

De fato, você também não desenha um imóvel ou uma casa exatamente como queria, não é mesmo? Você apenas escolhe uma entre várias no mercado.

Assim, além de as mobílias já incluídas serem customizadas para cada ambiente da casa, a praticidade do serviço também vai economizar muito do seu tempo.

Também é preciso lembrar que os retoques finais caberão a você, como itens secundários que podem incluir, por exemplo:

Além de toda a decoração e da própria garantia (do imóvel e dos móveis principais), que virá da mesma empresa e dará maior segurança no médio e longo prazo.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *