higiene do sono

Higiene do Sono

Dormir é a forma que nosso corpo tem para “recarregar as baterias”, isto é, durante o sono o corpo se recupera possibilitando manutenção dos processos naturais do organismo. De uma maneira geral podemos dizer que uma noite de sono de qualidade é fundamental para que o ser humano desempenhe suas funções diárias de maneira efetiva. Porém ter um sono de qualidade nem sempre é possível, e são inúmeros os fatores que podem interferir na qualidade de uma noite de sono. Por isso é importante manter sua higiene do sono em dia. Acompanhe esse artigo e descubra dicas essenciais para uma higiene do sono eficaz e de boa qualidade.

DISTÚRBIOS E DOENÇAS QUE PODEM AFETAR A QUALIDADE DO SONO

A qualidade efetiva do sono, como vista anteriormente pode ser prejudicada por diversos fatores, mas alguns aspectos crônicos e hereditários podem ser prejudiciais ao sono e necessitam de auxílio médico para serem solucionados.

Síndrome de Apneia

Um dos principais causadores das noites em claro de muitas pessoas é a síndrome de apneia (SAOS), o distúrbio respiratório do sono responsável na maioria das vezes, pelo quadro de sonolência durante o dia e cansaço do paciente. A síndrome consiste na interrupção temporária da respiração, que ocorre devido a obstrução da faringe do indivíduo. A Apneia e o Ronco, caminham de mãos dadas, sendo esse aspecto prejudicial para o indivíduo e para quem o rodeia.

A qualidade do sono é prejudicada, porque quando ocorre a interrupção da respiração de forma consequente o cérebro promove um despertar no indivíduo, a fim de retomar o processo de respiração normal.  Porém para quem sofre com esse distúrbio, o despertar noturno pode ocorrer inúmeras vezes diminuindo a qualidade do sono e acarretando consequências negativas para o indivíduo, como sonolência em excesso durante o dia, problemas com concentração, dores de cabeça frequentes, alterações no humor, inquietação durante o sono, sensação de sufocamento, suor em excesso , casos de insônia etc.

O que é a Higiene do Sono?

A higiene do sono, consiste essencialmente na mudança de hábitos de um indivíduo, para alcance da qualidade necessária do sono. Para isso alguns aspectos rotineiros influenciadores da baixa qualidade do sono, devem ser analisados e repensados, como por exemplo:

– Comer alimentos próximo ao horário de dormir. Quando consumimos alimentos “pesados” ou “leves”, próximo do horário de dormir, obrigamos com que o nosso corpo continue trabalhando, produzindo hormônios como adrenalina, durante o período que deveria estar descansando. Essa produção noturna desse hormônio pode causar modificação no ritmo do ciclo biológico diário do organismo humano.

– Ingerir cafeína antes do horário de dormir. A cafeína é capaz de tirar o sono do indivíduo, isso porque ela libera substâncias químicas no cérebro de quem a consome, fazendo com que haja bloqueio das substâncias naturais do corpo que estimulam o sono. É necessário que seja feita uma avaliação do horário em que o indivíduo costuma dormir e parar a ingestão de cafeína pelo menos 6 horas antes desse horário.

– Ingestão de água em excesso antes de dormir. Se você tem o hábito de se hidratar com frequência saiba que isso é bom, principalmente para a melhora do funcionamento das funções biológicas naturais do organismo, porém quando a ingestão de água é feita próxima ao horário do sono, o indivíduo acaba colocando seu corpo em “sinal de alerta”, fazendo com que seu sono seja interrompido várias vezes durante a noite, para satisfação das necessidades fisiológicas. É necessário que a ingestão de água seja feita pelo menos 2 horas antes do horário de sono.

– Ingerir pouco carboidrato. Os carboidratos são considerados vilões, essencialmente para dietas restritivas. Mas saiba que o carboidrato é extremamente necessário para estimulação do hormônio chamado de triptofano, que ajuda a regular o sono e auxilia ainda na memória. Para que o sono mantenha um padrão de qualidade deve ser feita a ingestão de carboidratos necessária para a produção deste hormônio importantíssimo.

– Irregularidade no horário de dormir e acordar. O corpo humano possui um chamado relógio biológico do sono, que regula o processo periódico das funções ao acordar e ao se deitar. Quando ocorre irregularidade nesses horários, as funções do ciclo biológico ficam desorganizadas, causando alterações nas atividades cotidianas e até mesmo insônia a noite. Mantenha um padrão entre o horário de dormir e se levantar.

– Exercícios Físicos próximos ao horário de dormir. As atividades físicas estimulam uma série de hormônios e ativam algumas funções naturais do corpo humano. Por isso fazer qualquer atividade ou esforço físico próximo ao horário de se deitar, pode trazer consequências negativas a qualidade do sono. O recomendável é que as atividades sejam feitas pela manhã ao se levantar, mas se não tiver disponibilidade nesse período, mantenham um intervalo de pelo menos 2 horas entre a realização das atividades físicas e o horário de repouso.

– Qualidade do colchão e acessórios. Ninguém gosta de sentir dor, pois sua ação no corpo humano pode ocasionar uma série de consequências negativas a curto, médio e longo prazo. Por isso o sono fica prejudicado quando os acessórios como colchão e travesseiros, estão gastos ou não se adequam a estrutura corporal do corpo de quem os utiliza.

– Uso do celular, ou atividades que estimulem o cérebro antes de dormir. Usar o celular antes de dormir, é prejudicial para o indivíduo em diversos aspectos. Essencialmente pelo fato de que a luz do aparelho ativa as funções cerebrais e inibe a produção de insulina, alterando também a produção hormonal da melatonina, essa desregulação atrasa a sensação de sono do indivíduo deixando mais cansado, indisposto e estressado no dia seguinte. Para que sua noite de sono tenha a qualidade necessária para recuperação do corpo, não utilize o celular ao se deitar na cama. Além disso, também não são recomendadas atividades que estimulem o raciocínio no horário de sono, isso porque dessa forma as funções cerebrais ficam ativas inibindo a ação das substâncias do sono.

– Aspectos externos influenciadores das noites mal dormidas. Além dos más hábitos antes do horário do sono, alguns aspectos ligados ao ambiente externo podem prejudicar a qualidade do sono do indivíduo. Claridade em excesso no local de sono, barulho ou ruídos constantes que deixam o corpo em alerta durante o repouso etc. Certifique-se que todos os aspectos influenciadores estão otimizados para que se tenham a melhor qualidade no sono.

Cuide do seu sono, reorganizando seus hábitos e tendo uma higiene do sono melhor estruturada. A qualidade do seu sono é fator essencial para a manutenção também da saúde do indivíduo, por isso se seus problemas com o sono não forem solucionados após feita a higiene do sono, procure uma equipe de médicos especialistas do sono  para diagnóstico completo do seu problema.