DR. EDUARDO AZEVEDO FALA SOBRE HÁBITOS PARA UM ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL

O envelhecimento saudável é um tema que sempre está em alta, independe da época. Porém nos últimos anos, por causa do grande aparecimento de doenças, principalmente aquelas que aparecem após o envelhecimento, esse tema vem ganhando cada vez mais destaque.

Por conta disso, resolvemos trazer aqui nesse artigo, tudo que você precisa saber para conseguir ter um envelhecimento saudável, desde alimentação, hábitos e exercícios.

E nada melhor para falar desse tema do que um especialista não é mesmo? Por isso estamos aqui o ponto de vista do Dr. Eduardo Azevedo em relação a estes hábitos, sabemos que a gama de informação na internet é vasta mas aqui tocaremos nos pontos mais importantes.

dr-eduardo-gomes-de-azevedo

Então se esse tema te interessa, se você quer saber o que precisa mudar hoje para que no futuro você tenha uma vida mais saudável e feliz, esse artigo é para você!

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Para começar, vamos começar com as dicas do Dr Eduardo Gomes sobre a alimentação.

Quando falamos “você é o que você come” não é possível estar mais certo, nossos hábitos alimentares definem exatamente como o nosso corpo irá reagir no momento do consumo e no futuro após uma exposição cíclica.

Isso quer dizer que: tanto os malefícios quantos os benefícios de sua alimentação refletirão no seu corpo, e em alguns casos a mudança é imediata, em outros levará anos para que você possa enxergar e/ou ter efeitos positivos ou negativos.

Por conta disso, traremos aqui algumas substâncias e seus benefícios, para que você não deixe de fora de sua alimentação, então vamos falar um pouco delas.

  1. Vitaminas A e C

Primeiro vamos começar falando das famosas vitaminas A e C, mas você sabe por que elas estão aqui dentro dos alimentos que são essencial para um envelhecimento saudável?

Tudo começa com o fato de que existem radicais livres no nosso corpo e eles fazem parte do nosso sistema de forma essencial, porém, por serem moléculas instáveis, eles podem acabar fazendo mal para o nosso corpo quando estão em excesso.

E esse excesso é o que causa a oxidação de moléculas do nosso corpo, fazendo com que o envelhecimento seja acelerado, algo que não desejamos, não é mesmo?

E é aí que entram as vitaminas A e C, elas tem, dentre suas dezenas de benefícios, a função antioxidantes, combatendo diretamente os radicais livres em excesso dentro do nosso corpo.

Dessa forma essas vitaminas acabam sendo uma forma direta de atacar os radicais livres e trazer um envelhecimento mais saudável, e o melhor é que são vitaminas fáceis de obter em uma alimentação equilibrada.

Então se você deseja adicionar essas vitaminas na sua dieta basta se alimentar de cenoura, manga, acerola, melão, brócolis, laranja, limão e muitos outros.

  1. Omega-3

Agora, para fazer uma combinação perfeita com as vitaminas que falamos acima, fazendo com que você tenha uma vida mais saudável nas idades mais avançadas, vamos falar um pouco do ômega-3.

Caso você não saiba, o ômega-3 é algo que falta no mundo, as pessoas não se alimentam bem o suficiente para terem o ômega-3 de forma eficiente na sua dieta, consequentemente eles não têm ômega-3 de forma eficiente no corpo.

Muito disso se deve a nossa dieta, que muitas vezes é resumida em carne de boi ou frango, o que dificulta bastante a ingestão deste componente.

Os benefícios que o ômega-3 tem para o corpo são vários, podendo destacar principalmente seu trabalho na regulação na atividades das plaquetas sanguíneas, o que quer dizer que o ômega-3 é responsável por evitar drasticamente coágulos no sangue, o que consequentemente evita AVCs e infartos.

Mas como você pode obter o ômega-3? Por incrível que pareça, mesmo sendo algo que não está na nossa dieta, é muito simples de encontrar.

O ômega-3 é encontrado principalmente em peixes, ou seja, está a um passo de distância, podendo ser no atum, salmão, sardinha, bacalhau, opções não faltam, o importante é tê-lo na sua alimentação.

PRÁTICA DE EXERCÍCIOS FÍSICOS

Agora que já falamos da alimentação, de como você pode utilizá-la ao seu favor para conseguir ter um envelhecimento saudável, vamos falar um pouco de como tratar o seu corpo para atingir esse objetivo.

Com a alimentação em dia, você terá também que praticar atividades físicas, não precisando ser necessariamente musculação, sabemos que nem todas as pessoas se sentem atraídas pela academia.

O objetivo aqui é colocar seu corpo em movimento, colocar ele para queimar gordura, seu metabolismo precisa funcionar melhor, então vamos dar a ele as condições necessárias para isso.

Então opte por fazer exercícios aeróbicos de 3 a 4 vezes por semana, dessa forma você sairá do sedentarismo, fazer seu organismo responder melhor aos estímulos e conseguirá ter uma vida mais saudável.

E o melhor é que a longo prazo você não sofrerá com os desgastes da idade de forma tão impactante, já que seu corpo está preparado, condicionado e em condições de realizar atividades mesmo em idades mais avançadas.

CUIDADOS COM A SAÚDE MENTAL

E por último, vamos falar da mente, afinal de contas, não adianta ter um corpo totalmente preparado e não cuidar do mais importante, sua saúde mental.

Por isso, é importante ter um cultivo de amigos, ter uma vida social ativa, sabemos que a doença do século é a depressão junto com a ansiedade, então é necessário trabalhar isso para que não venhamos a nos tornar reféns dessas doenças.

Principalmente tendo em vista que elas aparecem principalmente no final da juventude e na velhice.

CONCLUSÃO

Então o que podemos concluir de tudo que trouxemos aqui?

Para conseguir viver bem e ter um envelhecimento saudável você precisará cuidar de três pilares: a alimentação, exercícios e saúde mental.

Com esses três pilares fortes você não terá problema com o passar dos anos, então sempre esteja atento(a) ao que você come, não deixe de praticar exercícios e sempre cuidar da sua mente, medite, leia e socialize.

Dessa forma, além de ter uma vida melhor, você terá uma vida mais longa e saudável para aproveitar com aqueles que você tanto ama.

 

vegetais

Dieta da desintoxicação

O sucesso de uma dieta está diretamente relacionado com o organismo da pessoa que a faz. Se o corpo retém líquidos facilmente e possui anos de gorduras e toxinas acumuladas, é preciso fazer uma Dieta da Desintoxicação para perder gordura abdominal principalmente. Imagine que seu organismo é um dependente químico que precisa livrar-se tanto do vício quanto do que o sustenta; é mais ou menos o que a Dieta da Desintoxicação faz com alguns passos simples e a disciplina que minhas amigas leitoras tem de sobra.

O que vem a ser a Dieta da Desintoxicação?

A Dieta da Desintoxicação parte de uma premissa que muita gente não leva em consideração quando quer iniciar uma dieta, seja ela qual for. Se o organismo está acima do peso recomendado por muito tempo, significa que ele possui diversas substâncias que fazem com que nós permaneçamos com o sobrepeso: água acumulada, reservas de gordura, toxinas. Essas substâncias tomam conta do organismo assim como a nicotina se apodera do cérebro de um fumante e nos faz querer sempre mais gorduras e toxinas.

Se você acha que peguei pesado comparando o sobrepeso ao vício do cigarro, é por que precisa da Dieta da Desintoxicação. Esta dieta fará que o corpo elimine os vetores que causam inchaço e peso extra apostando em alimentos e bebidas que auxiliam na desintoxicação. É possível secar até 2 quilos em um dia, se o metabolismo da pessoa ajudar.

Como age a Dieta da Desintoxicação?

O pulo do gato da Dieta da Desintoxicação são os alimentos escolhidos e a forma com que eles são consumidos. Os alimentos selecionados nos cardápios da Dieta da Desintoxicação possuem várias funções que desincham, desintoxicam e ajudam a perder peso. Há alimentos diuréticos, que nos fazem eliminar água, como frutos com alto teor de água (melancia e melão); comidas e temperos termogênicos, que aumentam a temperatura interna do corpo e queimam calorias; frutas, legumes e verduras ricos em fibras e antioxidantes; proteínas e carboidratos bem dosados e de fontes saudáveis.

Quais são os passos da Dieta da Desintoxicação?

  • Dieta da Desintoxicação Líquida – Feita no primeiro dia, tem como base sucos de frutas – recomenda-se escolher uva, abacaxi, limão e laranja batidos com especiarias como gengibre e canela – , sopas e iogurte light batido com frutas. Alie os sucos e sopas a uma alimentação regrada e distribua o consumo em diversas partes do dia.
  • Dieta da Desintoxicação Higienista: feita no segundo dia, tem como base alimentos sólidos saudáveis e que precisam ser separados por função: não se pode comer carboidratos e proteínas em uma mesma refeição. Essa fase da dieta ajuda no trato intestinal, dá um gás no metabolismo e, por tabela, nos ajuda a perder peso mais facilmente, tanto pela absorção correta dos nutrientes quanto pela eliminação de líquidos.

Quais as contraindicações da Dieta da Desintoxicação?

  • Não faça a Dieta da Desintoxicação por mais de dois dias. Ela apenas ajuda a eliminar o que não presta; viver dela não é possível pois ela é incompleta em nutrientes essenciais em uma dieta;
  • Idosos, crianças, gestantes, lactentes e pessoas com problemas de estômago e rins não devem fazer a Dieta da Desintoxicação;
  • Combine a dieta com novos hábitos alimentares e atividades físicas;
  • Falando em atividades físicas: não exagere nos exercícios durante os dois dias de duração da Dieta da Desintoxicação.
  • E, claro, consulte sempre seu médico antes que começar qualquer dieta. Gosto de pensar que sou criteriosa, mas não sou nutricionista e esse blog não é consultório médico, ok?

 

A gordura certa para sua dieta

Os lipídios (gorduras) são essenciais à nossa saúde, pois além de proporcionar combustível para a obtenção de energia, tornam-se parte da estrutura das membranas celulares, participam da síntese hormonal (esteroides), protegem os órgãos vitais e absorvem as vitaminas lipossolúveis A, D, E e K. Estas vitaminas são chamadas de lipossolúveis, por serem solúveis em gordura.

A maioria dos lipídios é armazenada no tecido adiposo para serem lançados na corrente sanguínea na forma de ácidos graxos livres. Os ácidos graxos são classificados extensamente como monoinsaturados, poli-insaturados e saturados.

Cada forma de ácido graxo exerce efeitos diferentes sobre as lipoproteínas (complexos de lipídios e proteínas que transportam colesterol na corrente sanguínea), assim como sobre a deposição do colesterol nas artérias, bem como no risco de doenças coronarianas.

COLESTEROL

O colesterol participa de muitas funções corporais complexas, como na função de precursor na síntese da vitamina D e de vários hormônios esteroides, bem como os hormônios sexuais estrogênio, androgênio e progesterona. Além disso, ajuda na formação de tecidos, órgãos e estruturas corporais durante o desenvolvimento fetal.

Colesterol “Ruim” (LDL)

A falta de  exercícios físicos, grande quantidade de gordura visceral e o desequilíbrio da  dieta influenciam no aumento da concentração do LDL.

Colesterol “Bom” (HDL)

O HDL atua como um varredor no transporte reverso do colesterol ruim (LDL) removendo-o da parede arterial a fim de transportá-lo para o fígado, onde é incorporado na bile e excretado pelo trato intestinal. O exercício regular e a abstinência ao fumo acarretam um aumento das HDL(s) e afetam favoravelmente a relação LDL/HDL.

Um bom omega 3 contem grandes quantidades de gorduras boas. Para saber mais veja em https://www.artesdecura.com.br/omega-3-para-que-serve/

Ajuda na obesidade

A obesidade pode gerar uma série de problemas como a redução da força muscular respiratória e o aumento da ansiedade. Outros problemas que podem aparecer com a obesidade são desgastes nas articulações dos quadris e joelhos, gordura no fígado, tumores intestinais e apneia do sono. Além disso, o excesso de gordura pode levar o indivíduo a ter uma baixa autoestima, aumentando as chances de desenvolver uma depressão. Portanto, a obesidade precisa ser tratada.

Segue abaixo algumas dicas do Artes de Cura para conciliar junto a uma dieta:

  • Coma devagar e mastigue bem os alimentos.
  • Não fique muito tempo sem ingerir alimento (coma uma fruta de três em três horas).
  • Pratique atividade física regularmente.
  • Evite usar o elevador; suba de escada.
  • Salte um ou dois pontos de ônibus antes do local onde você deseja chegar.
  • Estacione seu carro distante do local de seu destino.
  • Beba muita água.
  • Durma bem.
  • Não deixe de tomar um bom café da manhã.
  • Evite o consumo de frituras.
  • Não faça exercícios físicos de barriga vazia.
  • Evite alimentos industrializados.
  • Tenha uma vida ativa.

Implante Capiltar: Indicações e Cuidados

Muitos homens e mulheres sofrem com autoestima baixa em função da calvície, que pode ser resultante de predisposição genética, doenças endócrinas e autoimunes, transtornos emocionais, tabagismo e até maus hábitos alimentares – a carência de ferro, por exemplo, é um dos motivos da queda dos cabelos. Um implante capilar pode ser a solução deste problema.

Síndrome dos ovários policísticos, gravidez, anemia, disfunções da tireoide, dificuldade na absorção de proteínas, quimioterapia, alguns medicamentos para tratamento de micoses e dietas de emagrecimento muito rígidas são outras causas comuns da calvície.; portanto, precisam ser corrigidos para garantir o sucesso do tratamento estético.

AS PERDAS

Todos nós perdemos, em média, 100 fios por dia. Isto é explicado porque os cabelos passam por um ciclo de crescimento, repouso e queda e, como cada fio está em um estágio diferente, é natural que alguns fios apareçam nos pentes e nos travesseiros.

O problema se agrava quando a quantidade de fios que dá adeus é muito grande, com a perda de até 300 fios diários (o chamado eflúvio telógeno), criando as entradas, a coroa, etc., até a calvície total.

Homens e mulheres podem ficar calvos, apesar de o distúrbio ser mais comum entre os representantes do sexo masculino. No entanto, a calvície não é uma “sentença de morte”: é possível reter a queda, ou corrigi-la com um implante capilar.

Conheça a técnica

Implante capilar e transplante capilar podem ser considerados como o mesmo procedimento, uma vez que não são mais utilizados fios sintéticos para fazer enxertos no couro cabeludo. O Dr. Júlio César Yoshimura, cirurgião plástico especialista em tratamentos capilares, explica a técnica e pode orientar da melhor maneira. No site, é possível acompanhar textos e vídeos.

  1. O que é: o implante capilar consiste no enxerto de fios naturais nas partes calvas do couro cabeludo do paciente. Fios de cabelos são retirados de áreas íntegras, geralmente próximas à nuca, mas, caso isto não seja possível, o cirurgião pode retirar folículos saudáveis de outras partes do corpo.

As principais técnicas de implante capilar são:

  • FUE (folicular unit extraction) – os folículos capilares são extraídos um a um, com o uso de um instrumento chamado punch. A técnica, que leva de seis a oito horas, é a mais empregada;
  • FUT (folicular unit transplantation) – é retirada uma faixa íntegra do couro cabeludo, transplantada para a região atingida pela calvície. É uma técnica mais rápida que a FUE, mas deixa uma cicatriz definitiva.2. OS RESULTADOS: no implante capilar, os fios são enxertados um a um, seguindo o sentido natural do crescimento do cabelo, fato que garante uma aparência bastante natural ao fim do tratamento, que pode levar de três a seis meses. Quanto mais cedo iniciar o tratamento, melhores serão os resultados.
    1. O REPOUSO: a recuperação do implante é bastante rápida. O paciente não precisa se internar para o procedimento e pode retomar as atividades em apenas 24 horas.
    2. OS CUIDADOS: no pré-operatório, os pacientes precisam evitar cortar o cabelo na região afetada pela calvície, não tomar bebidas alcoólicas, evitar o cigarro e drogas como anti-inflamatórios, antialérgicos e anticoagulantes. Depois do implante, é preciso:
    • tomar os medicamentos prescritos;
    • lavar os cabelos 24 horas depois do procedimento, no consultório, com a ajuda do enfermeiro;
    • dormir nas três primeiras noites com a cabeça elevada;
    • evitar exercícios leves durante cinco dias e esportes coletivos nas três semanas seguintes.

     

    Verifique a queda de cabelos e consulte um especialista: em muitos casos, não é necessário recorrer ao implante capilar, basta mudar alguns hábitos e manter a higiene adequada dos fios. Se o procedimento cirúrgico for necessário, siga todas as recomendações e volte a se sentir bem com você mesmo.

Prótese de mama: descubra o que é e cuidados ao fazer

Você já deve ter sonhado em ter o corpo perfeito, certo? Por mais que você seja linda, sempre existe algo que você pensa que pode melhorar?

Fique tranquila, pois existem muitas mulheres que pensam exatamente como você. Para ter ideia, de acordo com a ISAPS (Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética):

  • Em 2017, houve um crescimento de 5% nos procedimentos cirúrgicos estéticos;
  • O Brasil está em 2º lugar no Ranking Mundial de cirurgias plásticas;
  • O implante mais popular continua sendo a mamoplastia de aumento (com 1.677.320 procedimentos).

E você, também acha que precisa de um implante de prótese de mamas para alcançar o corpo perfeito? Então precisa dar uma lida nesse artigo antes de fazer uma mamoplastia de aumento.

prótese de mama

O que é a prótese de mama?

Chamada também de mamoplastia de aumento, é um procedimento cirúrgico estético que usa implantes que dão volumes aos seios.

Ele pode ser usado tanto para quem só está insatisfeita com o tamanho dos seios, como também para quem quer restaurar o volume das mamas depois de perder peso ou de ficar grávida.

E para quem tem seios caídos, como isso funciona?

A prótese de mama não corrige os seios que estão muito caídos, mas se você quer levantar e também aumentar, pode combinar dois procedimentos para conseguir esse resultado.

Os dois procedimentos cirúrgicos podem ser feitos juntos e são eles: elevação de mama e mamoplastia de aumento.

Mas para quem não tem tantas condições financeiras para fazer mais de um procedimento, pode optar também por escolher planos de saúde que cubram esses tratamentos estéticos. Confira alguns deles no outro artigo do blog!

O que a mamoplastia de aumento pode fazer por você?

A mamoplastia de aumento serve tanto para mulheres como para homens que querem um volume maior nas mamas.

Ah, e escolhendo um bom especialista, você não terá seios artificiais. Fique tranquilo que isso é totalmente possível!

Além disso, mais do que luxo, a prótese de mama ajuda mulheres e homens da seguinte maneira:

  • Aumenta e melhora o equilíbrio do corpo;
  • Melhora a autoestima;
  • Aumenta a autoconfiança;
  • Melhora a projeção e tamanho dos seios.

Você pode fazer esse procedimento?

Primeiro, é importante te lembrar que você só deve fazer um implante de prótese de mamas, se realmente for ideia sua e for a sua vontade e não para satisfazer alguém.

Além disso, você precisa ter em mente que é necessário:

  1. Estar fisicamente saudável;
  2. Que os seios estejam totalmente desenvolvidos;
  3. Ter seios de tamanhos e formas diferentes um do outro;
  4. Ter expectativas realistas (conte com um especialista para isso);
  5. Estar incomodada com o tamanho dos seios por serem muito pequenos;
  6. Estar insatisfeita com a perda de forma ou volume dos seios por conta de gravidez, perda de peso ou envelhecimento.

A importância de escolher um especialista

Uma das principais dicas que você não pode desconsiderar é: escolha um especialista para fazer a mamoplastia de aumento.

Sabemos que cirurgias estéticas costumam ter custos elevados, mas você pode escolher guardar dinheiro para o procedimento ou até pagar parcelado; existem clínicas e especialistas que aceitam métodos diferenciados para realizar o seu sonho.

Mas nunca procure o mais barato, porque é o seu corpo que está em risco. Quanto melhor o especialista e com mais referências ele tiver, menos chances você tem de não gostar do procedimento.

Além disso, um especialista vai ser a pessoa certa para te dar instruções e fazer avaliação do seu corpo de maneira que você não se arrependa depois.

Tem alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários que nós te ajudamos!