3 dicas para quem está iniciando no mercado imobiliário

Trabalhar com o mercado imobiliário pode ser uma grande oportunidade para iniciar negócios financeiros. Mas é preciso conhecer sobre o assunto e entender sua dinâmica para saber o que fazer.

Essa área econômica atrai muitos investidores e até mesmo pessoas que ainda não estão habituadas com esse tipo de setor. As possibilidades de resultados positivos e o potencial de retorno oferecidos são muito convidativos.

Muito mais do que valores, nesse caso, os investimentos envolvem bens físicos. O mercado imobiliário é um setor que lida com a comercialização de imóveis, seja para locação, compra ou venda, tais como:

 

  • Casas;
  • Prédios;
  • Terrenos;
  • Apartamentos;
  • Entre outros.

 

Nos centros urbanos, o espaço disponível para ser negociado, normalmente já está ocupado com construções. 

É interessante lembrar que os imóveis adquiridos dessa forma podem ser destinados ao uso pessoal ou comercial, como uma residência ou galpão, por exemplo.

Como o mercado imobiliário envolve a transação de bens reais, é preciso ter muito mais cuidado para não perder todo um patrimônio. 

Embora seja mais visível e mais fácil compreender o que acontece nesse meio, existem diversas variáveis. Assim sendo, acompanhe a leitura deste artigo para saber mais sobre o assunto.

 

Como se inserir no mercado imobiliário?

Quem deseja fazer parte do mercado imobiliário precisa conhecer melhor o setor para usufruir de todas as oportunidades oferecidas, além de conseguir lidar com as dificuldades que podem surgir no meio do percurso. 

 

Por isso, algumas dicas são:

 

1 – Pesquisas de referência 

Pesquisar as referências que existem no ramo imobiliário ajuda a saber o que já existe e como é possível atuar para obter sucesso. Essa ação torna-se essencial para se inserir nesse cenário com qualidade e variabilidade.

Por exemplo, a impermeabilização de laje antiga é fundamental para a segurança e preservação do imóvel. 

Como consequência, as referências de atuação nesse ramo permitem ter conhecimento dessa importância e levam o corretor a ficar mais atento ao negociar um imóvel.

 

2 – Entender o mercado

Para entender como o mercado imobiliário funciona, é necessário entender o contexto que o levou a estar com as características atuais. 

Isso permite estabelecer um plano de ação adequado e visualizar as tendências de mercado. A perspectiva do que está por vir através dessa visualização oferece a possibilidade de adotar medidas para lidar com as situações, antes que elas aconteçam. 

Até alguns anos atrás, não existia luminária de led para cozinha, por exemplo. Então é importante conhecer a trajetória desse segmento, assim como os elementos que integram suas evoluções.

Estudar a dinâmica entre as partes envolvidas ajuda a compreender o cenário atual. Além disso, é necessário manter o negócio de acordo com a legislação.

 

3 – Conhecer o público

Saber as preferências do público do segmento imobiliário é fundamental para oferecer conteúdos, produtos e serviços de forma adequada. Assim, é possível dialogar corretamente com a parcela consumidora, atendendo suas necessidades.

Se o deck de madeira para piscina redonda é uma característica que agrada quem busca um imóvel através do site da sua imobiliária, esse item deve fazer parte dos filtros de pesquisa. 

É assim que é possível identificar as preferências do cliente, auxiliando no oferecimento de conteúdos relevantes.

 

Importância do planejamento e organização

Elaborar um planejamento para colocar em prática todos os processos cotidianos é fundamental para atuar em qualquer setor, assim como ter organização para seguir essa meta de planos. Com o mercado imobiliário, isso não é diferente.

A metodologia de administração baseada nesses princípios, é fundamental dentro das imobiliárias, uma vez que os valores negociados vão além de meras transações financeiras. 

Afinal, ao envolver bens como os imóveis, os parâmetros de referência exigem um cuidado ainda maior.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Quais atividades você pode fazer com seu filho em casa?

Com as medidas de isolamento social, recomendadas para a contenção da Covid-19, muitos pais estão passando mais tempo com o filho em casa, sendo uma oportunidade perfeita para investir em novas atividades com as crianças.

Além disso, é o momento de aprender e ensinar, pois muitas brincadeiras podem ser usadas para passar novos conhecimentos aos pequenos.

Mesmo com a abertura gradativa dos espaços públicos em muitas cidades brasileiras, muitas escolas optaram por continuar suas aulas à distância, envolvendo cada vez mais os pais no ensino e aprendizagem dos seus filhos.

No artigo de hoje, saiba quais atividades você pode fazer com seu filho em casa para aproveitar o tempo da melhor maneira possível.

 

Um dia de fantasia

As crianças adoram brincar de faz-de-conta. Nesse sentido, uma boa maneira de incentivar a criatividade e brincar é propor um dia para se fantasiar com seus filhos.

Os pais podem sugerir para que as próprias crianças confeccionem a sua fantasia infantil colorida, como máscaras e roupas.

Outra alternativa é a criação de fantoches, que podem ser feitos com materiais que você tem em casa, com meias velhas, papel, embalagens de plástico, etc.

 

Faça receitas com as crianças

Os pais podem cozinhar e, ao mesmo tempo, brincar com as crianças. Deixe que seus filhos auxiliem na escolha das receitas, higienização dos alimentos e manuseio dos ingredientes.

Normalmente, muitas escolas usam o famoso “recreio” para ensinar aspectos de limpeza dos vegetais e legumes, correta higienização das mãos,e alimentação saudável, justamente com atividades de cozinha.

É uma iniciativa comum em jardim de infancia 5 anos, por isso, caso o seu filho esteja nessa faixa etária, é uma boa alternativa para se divertir e aprender em casa.

 

Realize atividades físicas

As atividades físicas são fundamentais para todas as fases. Elas ajudam as crianças no desenvolvimento corporal, além de outros benefícios, como:

 

  • Melhora a postura e o equilíbrio;
  • Fortalece os ossos e músculos;
  • Ajuda na autoestima;
  • Diminui as chances de depressão.

 

Sendo assim, estimule a realização de atividades físicas em casa, como andar de bicicleta, ou até mesmo jogos infantis (pique-esconde, queimada, entre outros).

 

Conte histórias

As crianças são envolvidas por histórias desde cedo. É comum que no berçario 2 idade muitas professores façam a leitura de livros para que os pequenos possam dormir e relaxar um pouco.

Essa atividade pode ser reproduzida em casa. Uma dica é começar com as fábulas e histórias da nossa cultura tradicional, para que seus filhos possam conhecer um pouco mais das narrativas, lendas e contos.

 

Faça campeonatos de jogos de tabuleiro

Os jogos de tabuleiro são ótimos para o desenvolvimento das habilidades cognitivas e do raciocínio lógico das crianças. Por esse motivo, uma dica é fazer campeonatos desses passatempos com toda a família.

Lembre-se de procurar por jogos adequados à idade dos seus filhos, para que eles possam acompanhar as brincadeiras.

 

Desenhe com seus filhos

O desenho é uma boa maneira de estimular a criatividade das crianças. Além disso, não é uma atividade difícil de ser realizada – com papel e lápis de cor, seu filho já pode fazer a festa em casa.

Os pais também podem contribuir e desenhar junto, afinal, é uma excelente forma de passar um dia agradável com os pequenos.

Para divertir ainda mais as crianças, você pode substituir os lápis de cor por tinta guache, ou até mesmo giz de cera.

 

Conclusão

Conviver com seus filhos é uma das melhores coisas da vida, uma vez que sabemos que as crianças têm muita energia e elas precisam ser entretidas.

Com essas simples atividades, você pode distrair e ainda ensinar os pequenos de uma forma divertida e animada.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Vale a pena investir em clínicas de saúde particulares?

Já não é segredo para ninguém o quão importante é cuidar da saúde. Hoje em dia, as pessoas estão cada vez mais preocupadas com a qualidade de vida e, por esse motivo, o investimento em clínicas de saúde particulares só tende a crescer.

De acordo com um boletim da FEHOESP (Federação dos Hospitais, Clínicas, Casas de Saúde, Laboratórios de Pesquisas e Análises Clínicas e Serviços de Saúde do Estado de São Paulo), houve um aumento de 5,1% no número de estabelecimentos particulares.

Estes incluem clínicas de terapia e hospitais. O ramo da estética teve uma taxa ainda maior, com o crescimento de 567% nos últimos cinco anos, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC).

Isso demonstra o quanto o brasileiro está preocupado com sua saúde e bem-estar. Por conta disso, é cada vez mais notável o investimento em clínicas de saúde particulares.

Mas quais as vantagens desses estabelecimentos e por que as pessoas procuram cada vez mais pelo atendimento particular?

Para conferir a resposta para essas perguntas, acompanhe o artigo de hoje.

 

Quais as vantagens das clínicas de saúde particulares?

Os planos de saúde sempre foram uma alternativa para um atendimento de qualidade, sem a necessidade de depender dos serviços públicos, que muitas vezes são demorados, burocráticos e ineficientes.

No entanto, nem todas as pessoas têm direito a esse benefício em seus contratos de trabalho e, por vezes, é muito mais vantajoso marcar um atendimento particular do que investir no pagamento mensal de um plano.

Isso porque as clínicas de saúde particulares vão além de um atendimento de qualidade, sendo muito mais fácil agendar uma consulta ou encontrar um profissional qualificado. 

Abaixo, confira algumas das principais vantagens do atendimento particular.

 

1 – Menor tempo de espera

Nas clínicas particulares, o tempo de espera para atendimento é muito menor em comparação aos consultórios e hospitais públicos. Isso porque há um número maior de médicos e enfermeiros disponíveis, além da grande disponibilidade de horários.

Em alguns casos, é possível marcar um endocrinologista esportivo, ou outro médico, em até 3 dias. Para situações especiais, há serviços de consultas imediatas.

 

2 – Equipamentos modernos

As clínicas de saúde particulares trabalham com o que há de mais moderno no mercado. 

Sendo assim, todas as máquinas e equipamentos são de última geração, o que garante um atendimento de qualidade, além de intervenções muito mais seguras.

Com isso, pacientes que desejam realizar o microagulhamento para estrias têm total confiança na capacidade técnica dos médicos e contam com equipamentos de alta precisão, garantindo maior conforto durante o procedimento.

 

3 – Menos burocracia

Quando vamos realizar um atendimento no serviço público de saúde, é preciso ter em mãos uma série de documentos, bem como guias, receitas e prontuários de encaminhamento, o que torna todo o processo muito mais burocrático.

Nas clínicas particulares, o agendamento é muito mais simples. Em geral, os documentos requisitados são:

  • RG;
  • CPF;
  • Carteira de Motorista;
  • Formulário de informações pessoais.

Inclusive, este último papel é preenchido pelo próprio paciente no dia da consulta.

 

4 – Paga somente o que usar

Uma vantagem do atendimento particular em comparação ao plano de saúde é a ausência de mensalidade. Isso quer dizer que só se paga aquilo que realmente for usado.

Assim, em um procedimento de depilação a laser axila, o preço cobrado será por sessão, enquanto no plano de saúde os associados devem fazer o pagamento todo mês, mesmo quando não usarem o serviço.

 

Conclusão

Investir na saúde nunca é demais. Por isso, percebe-se o crescimento de clínicas particulares em todo o Brasil. Dessa forma, é possível alcançar a tão sonhada qualidade de vida.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Descubra quais ações adotar para o crescimento do seu e-commerce

O crescimento do seu e-commerce pode depender tanto de fatores externos, como a economia, mas também de fatores internos, como as ações que você escolhe tomar para alcançar esse progresso.

Mesmo que seja um mercado em forte expansão e com boas perspectivas para o futuro, é importante pensar na concorrência, afinal, muitos empreendedores estão investindo nessa modalidade de negócio.

Isso porque uma loja online traz uma série de vantagens, como menos gastos com infraestrutura e outras despesas comuns de uma loja física. 

Além disso, em um cenário de pandemia e isolamento social, esse modelo de compra e venda tornou-se ainda mais importante.

Se você quer ver o crescimento do seu negócio, acompanhe a leitura desse artigo e conheça dicas importantes para te ajudar.

Aumento das vendas online

Mesmo com a crise trazida pelo coronavírus, as vendas por e-commerce cresceram mais de 100%, de acordo com pesquisa da Abcomm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico).

Em comparação, no mesmo período de 2019, as vendas online cresceram 110,52%. No entanto, o surgimento de lojas virtuais também cresceu cerca de 12,6%.

Para ter uma noção, esse crescimento só era esperado para daqui a 5 anos, mas tal expansão trouxe novas oportunidades e vantagens para consumidores e vendedores.

Ao mesmo tempo a concorrência aumentou, o que faz com que os proprietários dessas plataformas busquem alternativas para se destacar, seja uma loja de roupas ou uma joalheria que venda anel de ouro feminino.

Dicas para o crescimento da sua loja online

O marketing digital é um meio de comunicação importante e acessível, tanto para empresas quanto para consumidores. 

Para usá-lo a favor do seu e-commerce e fazê-lo crescer, algumas dicas são:

1 – Aumentar a participação nas redes sociais

O primeiro passo é conhecer bem o público, pois é dessa forma que a plataforma de vendas conseguirá comunicar-se adequadamente. Portanto, é necessário levantar dados como:

  • Gênero;
  • Idade;
  • Localização;
  • Classe social;
  • Entre outros.

Com base nas informações levantadas, uma joalheria, por exemplo, pode produzir conteúdos relevantes que abordem assuntos do interesse do seu público, como a tecnologia envolvida na fabricação de colar de ouro feminino.

Esse material deve ser publicado, de preferência, no blog da loja e compartilhado nas redes sociais, para que o público tenha acesso e possa interagir por meio de curtidas, compartilhamentos e comentários.

Para aumentar ainda mais o engajamento, é interessante que a empresa responda comentários e dúvidas o mais rápido possível, sempre com cordialidade e em um tom adequado.

2 – Aumentar o ranqueamento do site

O ranqueamento é fundamental para que o site da loja apareça entre os primeiros resultados na busca do Google. Para isso, são necessárias ações como:

Definir palavras-chave

As palavras-chave são os termos mais pesquisados pelos usuários, um exemplo disso é o público-alvo de uma loja online de bijuterias pesquisar sobre pulseiras tyvek atacado.

A loja, então, usará esse termo em seus conteúdos e também em seu site, para que o Google possa identificá-lo e posicioná-lo entre os primeiros resultados da pesquisa.

Site responsivo

As pessoas acessam a internet por dispositivos móveis, como celulares, a maior parte do tempo. Por isso, sites otimizados são necessários, pois eles adequam as páginas ao tamanho da tela, sem que a navegação seja prejudicada.

Todas essas ações precisam ser realizadas com um planejamento, para que sejam mais eficazes. Ademais, por meio de estratégias em marketing digital é possível fazer com que uma plataforma e-commerce cresça e ganhe destaque.

Com as vendas em alta, é natural que a concorrência seja mais acirrada, mas nada que não possa ser mediado por meio de campanhas e de ações orgânicas da tecnologia e da internet.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Por que ter um blog informativo no seu site?

Ter um blog informativo é quase uma exigência para as marcas que desejam alcançar reconhecimento, educar o público e gerar leads (potenciais clientes).

Afinal, a produção de conteúdo relevante tornou-se uma das principais estratégias de marketing digital da atualidade.

De acordo com um levantamento realizado pela ContentPlus, as empresas que adotam blogs como parte da estratégia de marketing têm 434% a mais de páginas indexadas nos mecanismos de busca, como o Google, em comparação com as que não usam. 

Ou seja, o aumento de tráfego orgânico é bastante significativo.

Além do mais, os blogs informativos trabalham lado a lado com o marketing de conteúdo e, por conta disso, conseguem gerar até 3 vezes mais leads, segundo o Demand Metric.

No artigo de hoje, saiba o porquê de ter um blog informativo no seu site e conheça todos os benefícios da estratégia para o seu planejamento de marketing. 

 

4 vantagens de ter um blog informativo

Os blogs são páginas da internet centradas na divulgação de conteúdo, normalmente em formato textual, mas também há materiais em áudio, vídeo ou imagem. 

Ou seja, essas plataformas funcionam como uma biblioteca de vários temas, que disponibilizam informações relevantes aos usuários.

Mas qual o privilégio de ter um blog para a sua marca? Abaixo, separamos alguns dos pontos positivos da criação de conteúdo para marketing digital.

 

1 – Maior visibilidade

Os blogs são capazes de melhorar a visibilidade da sua empresa na internet. 

Afinal de contas, quando alguém procurar por um curso de reciclagem cnh, por exemplo, pode encontrar as informações na sua página e, assim, conhecer a sua autoescola (ou qualquer outro negócio do ramo).

 

2 – Melhor rankeamento no Google

Hoje em dia, grande parte das buscas na internet são feitas pelo Google. Por isso, aparecer com uma boa classificação entre os resultados de pesquisa é a chance de aumentar o tráfego orgânico e, consequentemente, o número de leads.

Com os blogs, é possível aplicar a estratégia de SEO (Search Engine Optimization), ou otimização para os mecanismos de busca, e assim, alcançar um bom rankeamento e aumento do tráfego orgânico.

Entre as principais técnicas de SEO, destacam-se:

 

  • Uso de palavras-chave;
  • Criação de conteúdo relevante;
  • Boa experiência do usuário;
  • Facilidade de navegação em dispositivos móveis.

 

Dessa forma, quando alguém procurar por auto escola, por exemplo, poderá visualizar o seu blog e conhecer mais sobre o seu negócio.

 

3 – Educa o público

A possibilidade de educar o público é uma das principais vantagens em ter um blog. 

Com a plataforma, é possível mostrar às pessoas a importância do seu produto ou serviço, sem necessariamente mencioná-los.

Por exemplo, em um artigo podemos apresentar a obrigação dos motoristas frequentarem uma auto escola para habilitados e, com isso, o público verá que é preciso contratar o serviço da sua empresa.

 

4 – Bom relacionamento com a web

Os blogs ajudam a criar um bom relacionamento da sua marca com o restante da web. Isso ajuda no SEO e, mais ainda, aumenta o reconhecimento da sua empresa.

Uma maneira de fazer isso é por meio de hiperlinks, citações e menções nos conteúdos, uma prática conhecida como link building. Mas também é possível chamar convidados e especialistas para escreverem no blog, nos chamados guest posts.

O público gosta de artigos de convidados, pois eles sentem que estão consumindo uma informação de qualidade, já que o conteúdo é escrito por um profissional da área.

 

Conclusão

Os blogs informativos são extremamente importante para as estratégias de marketing digital e para atrair potenciais clientes. 

Além disso, o investimento é muito acessível, o que torna o ROI (Retorno sobre Investimento) bastante vantajoso para todos os tipos de empreendimentos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Aumente os lucros com investimentos em marketing via internet, entenda por onde iniciar

Como andam os investimentos em marketing para o seu negócio? Se você ainda não deu início a essa importante ação para o crescimento da sua empresa, este pode ser o momento ideal para isso. 

É cada vez mais comum que as pessoas utilizem a internet para uma série de funções no dia a dia: pagar contas, fazer um pedido de refeição ou supermercado, comprar produtos ou se inscrever em uma escola de violão são apenas alguns exemplos. 

Nesse sentido, não é difícil perceber que quem não é visto no mundo virtual pode não ser lembrado pelos clientes. Ou seja, o quanto antes você garantir que a sua empresa esteja presente no mundo virtual, mais acelerado vai ser o aumento do seu faturamento.

Se você reconhece esse cenário e quer começar a investir em marketing digital, siga na leitura deste conteúdo e saiba como começar.

 

Marketing digital: por onde começar?

Os empreendimentos que começaram as suas vendas pela internet estão adquirindo uma sucessão de benefícios. Além de precisar expandir e contratar empresa de motoboy para delivery, muitas delas já estão aumentando a sua cartela de clientes. 

Tudo isso torna-se muito mais simples quando se investe em ações simples de marketing digital:

 

  • Criação de um site próprio;
  • Desenvolvimento de um aplicativo;
  • Criação de página nas redes sociais;
  • Realização de anúncios patrocinados.

 

O site é a porta de entrada para os seus clientes na internet. É fácil perceber isso ao se considerar que as pessoas utilizam os principais buscadores para fazer uma pesquisa, de modo que aquelas que aparecem nos resultados da busca são vistas pelo público. 

Para isso, é necessário ter uma plataforma própria, que ofereça um layout agradável, uma navegabilidade facilitada e formato responsivo para ser acessada pelo celular. 

Se for um e-commerce, preços competitivos e express entregas fazem toda a diferença.

Ter um aplicativo também se tornou uma opção interessante para oferecer benefícios aos seus clientes, de modo que eles entram em contato com o seu estabelecimento em um espaço exclusivo da marca. 

Marcar presença nas redes sociais é tão importante quanto ter um site. Ali, é possível deixar os consumidores por dentro das novidades, bem como gerar interação de maneira mais próxima com os clientes da sua empresa. 

Para fortalecer ainda mais os efeitos colhidos com essas ferramentas, é fundamental destacar os anúncios patrocinados.

Isso porque eles irão potencializar o seu negócio dentro dos principais buscadores, das redes sociais e até mesmo dos portais da internet.

Com ações práticas como essas, certamente o seu estabelecimento crescerá rapidamente no mundo virtual, ganhando relevância e estando entre as páginas preferidas dos seus clientes. 

 

A importância do planejamento em marketing digital

Ter um site, uma página ou perfil nas redes sociais, o seu próprio aplicativo e aproveitar os anúncios patrocinados para divulgar a sua marca para os potenciais clientes do seu negócio é fundamental, mas é necessário ter um planejamento assertivo para isso. 

Afinal, quando se tem um direcionamento estabelecido para seguir, os resultados colhidos com campanhas de marketing virtual podem ser potencializados, e oferecer vantagens no curto, no médio e no longo prazo. 

Além do mais, garantir um site bem construído, mas não conseguir que ele seja visto pelo seu público, pode fazer com que você perca boas oportunidades de venda. 

Por consequência, os anúncios patrocinados das maiores plataformas se tornam essenciais, e saber segmentá-los corretamente para que atinjam os indivíduos certos será o caminho mais eficaz de alavancar seus lucros. 

Por isso, se você reconhece a importância de estar no mundo virtual e quer realizar ações de marketing assertivas, não deixe de desenvolver o planejamento ideal para o seu negócio.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

O que falta na sua loja online para começar a dar certo?

O avanço da internet e a expansão dos dispositivos móveis modificou o comportamento do consumidor atual, que cada vez mais procura por uma loja online, como uma alternativa para adquirir produtos e serviços.

De acordo com um levantamento da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), desde março de 2020, 107 mil estabelecimentos aderiram à venda online, apresentando um crescimento de mais de 10 mil novas lojas online por mês.

Muito disso, deve-se à pandemia da Covid-19, que acelerou a incorporação das tecnologias virtuais em muitos empreendimentos. 

Mas essa ampliação dos e-commerces já era algo esperado, já que abrir uma loja online pode ser muito mais vantajoso, pois não há custos com infraestrutura.

Mas o que falta na sua loja online para começar a dar certo e obter sucesso no mercado?

O artigo de hoje vai trazer algumas dicas que vão ajudar o seu e-commerce em um mercado cada vez mais competitivo e exigente. Acompanhe!

 

4 dicas para o sucesso da sua loja online

Abrir uma loja online é algo que exige planejamento, assim como qualquer outra empresa. É preciso ter um plano de negócios, com todos os detalhes financeiros, perspectivas, análise de mercado e de público-alvo.

Além disso, é preciso incluir iniciativas que são essenciais para o sucesso do seu e-commerce. Abaixo, confira algumas delas!

 

1 – Tenha um site otimizado

 O número de aparelhos celulares tem crescido nos últimos anos. De acordo com o Panorama do Comércio Móvel no Brasil, 85% dos usuários de smartphones fazem compras online. 

Cerca de 75% dos entrevistados adquirem pelo menos uma mercadoria online por mês, através desses dispositivos.

Por isso, ter um site otimizado é a chance de obter sucesso com a sua loja online, além de aumentar o número de leads (potenciais clientes) e melhorar o reconhecimento da empresa.

 

2 – Engajamento nas redes sociais

As redes sociais são muito populares na internet e, por conta disso, ter uma forte presença nestas plataformas é a chance de melhorar a imagem do seu empreendimento no mercado.

Entre as opções viáveis para investimento, encontram-se:

  • Páginas no Facebook;
  • Conta comercial no Instagram;
  • Páginas no LinkedIn;
  • Usuário do Twitter.

Além disso, é possível melhorar ainda mais o engajamento com uma comunicação eficiente em aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhatsApp Business.

 

3 – Embalagens personalizadas

Além de um planejamento voltado para ações online, o seu e-commerce também precisa cuidar dos detalhes para o envio de produtos. Uma alternativa é investir em embalagens papel personalizadas, que transmite profissionalismo e credibilidade ao público.

Os invólucros também são ótimos artigos de marketing, pois eles ajudam a audiência a identificar a marca com mais facilidade, o que contribui para a imagem da empresa.

 

4 – Sistemas logísticos eficientes

Os e-commerces mais bem avaliados são aqueles que oferecem uma entrega eficiente e rápida. Por esse motivo, é fundamental ter um sistema logístico completo e, se necessário, investir em uma parceria de moto entrega para envio de mercadorias com agilidade.

Atualmente, existem aplicativos em que é possível cadastrar a sua loja e as entregas são feitas pelo próprio software, que firma contratos com motoqueiros e entregadores pelas regiões.

Um exemplo muito comum são os aplicativos de delivery de comida. 

No entanto, isso não dispensa a necessidade de um site, visto que grande parte das pessoas pode procurar por mais informações sobre o seu estabelecimento, antes de fechar um frete de moto para entrega.

 

Conclusão

O investimento em lojas online é o futuro do mercado. Por isso, quem ainda não procurou inovações em ambientes virtuais, esse é o momento certo, já que a internet aumenta o potencial de venda e tem sido a opção preferida dos consumidores.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.