Dakol

Desde 1989 a Dakol vem oferecendo soluções em automação, atendendo mais de 4 mil clientes em todo o Brasil. Dentre diversos softwares, produtos e serviços, é possível encontrar soluções de Acesso Remoto para aplicações em geral. Com o objetivo de implementar a Indústria 4.0 dentro de seu ambiente industrial, a Dakol tem como foco gerar maior eficiência para máquinas e processos fabris, além de um ótimo retorno sobre o investimento.

O que é Indústria 4.0?

O conceito de Industria 4.0 foi revelado a primeira vez em 2011, na feira de Hannover, na Alemanha. O termo se originou a partir de um projeto de estratégias do governo alemão voltadas a tecnologia. A iniciativa que propunha mudanças no modelo fazia parte de uma nova visão futurista para as indústrias.

A ideia que engloba todas as inovações tecnológicas, uma grande proliferação de máquinas e sistemas para facilitar processos industriais. As empresas poderão criar redes inteligentes. Ou seja, as fábricas inteligentes terão autonomia suficiente para prever falhas nos processos, além de se adaptar as mudanças não planejadas na produção.

Com a implementação da Indústria 4.0 utilizando soluções Dakol, os serviços se tornarão mais inteligentes. Por exemplo, o software JMobile, um ambiente de programação completo para as linhas de IHM, que são uma aplicação em tela e tem como objetivo facilitar e tornar mais eficiente a comunicação entre pessoas e máquinas. São 3 linhas programáveis através do JMobile, a eSMART, eTOP e eX.

A eSMART é voltada para aplicações com orçamentos que precisam de uma solução de baixo custo, a eTOP permite a conexão a uma grande variedade de dispositivos industriais, já a eX faz com que seja possível a troca de dados entre dispositivos com protocolos distintos. O primeiro passo na compatibilidade com a Indústria 4.0

A indústria 4.0 contém alguns pilares que estão aliados à sua compreensão.

Sendo eles:

– Internet das coisas (IoT – Internet of Things): Conexão em rede de objetos físicas, veículos, ambientes e máquinas por meio de dispositivos eletrônicos embarcados que permitem a coleta e troca de dados. Pode se dizer que esse é o conceito base da Industria 4.0.

– Big Data Analytics: Estruturas de dados extensas e complexas que utilizam abordagens inovadoras para capturar, analisar e gerenciar informações.

– Segurança: Um dos principais desafios para o sucesso da Industria 4.0. Alguns problemas, como falhas na transmissão na comunicação, ou defeitos do sistema podem causar transtornos na produção.

 

E quais os benefícios que a Industria 4.0 vai trazer?

Virtualização: Todos os processos serão monitorados de forma remota, através de sensores equipados com tecnologias. Ou seja, um coordenador controlará toda a fábrica por meio de um smartphone.

Capacidade de operação em tempo integral: A fábrica poderá operar em tempo integral e a decisão dos gestores será otimizada por conta da digitalização dos procedimentos. Os dispositivos inteligentes serão implementados em cada etapa da produção.

Descentralização de processos: A novidade que também vai ser integrada a nova indústria é a inteligência artificial, usada como forma de melhorar o monitoramento de cada etapa, assim, não precisando esperar o fim da linha de produção para identificar erros. Os sistemas Cyber-físicos permitirão que a fábrica opere em módulos independentes.

Modularidade: Com a modularidade, os processos ficarão mais flexíveis, já que cada módulo de produção pode ser acoplado e desacoplado conforme as necessidades da demanda. Assim, os produtos terão uma personalização, sem o antigo conceito de linha de produção, em que todas as unidades igual são produzidas para que o negócio seja lucrativo.

Uma nova criação de modelo de negócios. A quarta revolução industrial deve gerar grande impacto no mercado de trabalho e nas ofertas de mão de obra. É esperado que aos poucos os trabalhos manuais sejam substituídos por ferramentas e recursos automatizados. Grande parte dos processos da empresa poderão ser realizados de forma mais rápida, aumentando a produtividade. Uma nova demanda de profissionais será exigida e o trabalho se tornará mais estratégico do que braçal.