3 dicas para quem está iniciando no mercado imobiliário

Trabalhar com o mercado imobiliário pode ser uma grande oportunidade para iniciar negócios financeiros. Mas é preciso conhecer sobre o assunto e entender sua dinâmica para saber o que fazer.

Essa área econômica atrai muitos investidores e até mesmo pessoas que ainda não estão habituadas com esse tipo de setor. As possibilidades de resultados positivos e o potencial de retorno oferecidos são muito convidativos.

Muito mais do que valores, nesse caso, os investimentos envolvem bens físicos. O mercado imobiliário é um setor que lida com a comercialização de imóveis, seja para locação, compra ou venda, tais como:

 

  • Casas;
  • Prédios;
  • Terrenos;
  • Apartamentos;
  • Entre outros.

 

Nos centros urbanos, o espaço disponível para ser negociado, normalmente já está ocupado com construções. 

É interessante lembrar que os imóveis adquiridos dessa forma podem ser destinados ao uso pessoal ou comercial, como uma residência ou galpão, por exemplo.

Como o mercado imobiliário envolve a transação de bens reais, é preciso ter muito mais cuidado para não perder todo um patrimônio. 

Embora seja mais visível e mais fácil compreender o que acontece nesse meio, existem diversas variáveis. Assim sendo, acompanhe a leitura deste artigo para saber mais sobre o assunto.

 

Como se inserir no mercado imobiliário?

Quem deseja fazer parte do mercado imobiliário precisa conhecer melhor o setor para usufruir de todas as oportunidades oferecidas, além de conseguir lidar com as dificuldades que podem surgir no meio do percurso. 

 

Por isso, algumas dicas são:

 

1 – Pesquisas de referência 

Pesquisar as referências que existem no ramo imobiliário ajuda a saber o que já existe e como é possível atuar para obter sucesso. Essa ação torna-se essencial para se inserir nesse cenário com qualidade e variabilidade.

Por exemplo, a impermeabilização de laje antiga é fundamental para a segurança e preservação do imóvel. 

Como consequência, as referências de atuação nesse ramo permitem ter conhecimento dessa importância e levam o corretor a ficar mais atento ao negociar um imóvel.

 

2 – Entender o mercado

Para entender como o mercado imobiliário funciona, é necessário entender o contexto que o levou a estar com as características atuais. 

Isso permite estabelecer um plano de ação adequado e visualizar as tendências de mercado. A perspectiva do que está por vir através dessa visualização oferece a possibilidade de adotar medidas para lidar com as situações, antes que elas aconteçam. 

Até alguns anos atrás, não existia luminária de led para cozinha, por exemplo. Então é importante conhecer a trajetória desse segmento, assim como os elementos que integram suas evoluções.

Estudar a dinâmica entre as partes envolvidas ajuda a compreender o cenário atual. Além disso, é necessário manter o negócio de acordo com a legislação.

 

3 – Conhecer o público

Saber as preferências do público do segmento imobiliário é fundamental para oferecer conteúdos, produtos e serviços de forma adequada. Assim, é possível dialogar corretamente com a parcela consumidora, atendendo suas necessidades.

Se o deck de madeira para piscina redonda é uma característica que agrada quem busca um imóvel através do site da sua imobiliária, esse item deve fazer parte dos filtros de pesquisa. 

É assim que é possível identificar as preferências do cliente, auxiliando no oferecimento de conteúdos relevantes.

 

Importância do planejamento e organização

Elaborar um planejamento para colocar em prática todos os processos cotidianos é fundamental para atuar em qualquer setor, assim como ter organização para seguir essa meta de planos. Com o mercado imobiliário, isso não é diferente.

A metodologia de administração baseada nesses princípios, é fundamental dentro das imobiliárias, uma vez que os valores negociados vão além de meras transações financeiras. 

Afinal, ao envolver bens como os imóveis, os parâmetros de referência exigem um cuidado ainda maior.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Conheça 3 ideais para ajudar a mudar o ambiente da cozinha

Fazer uma reforma na casa e mudar a cozinha é o objetivo de muitas pessoas, afinal, estamos falando de um espaço onde é realizado o preparo e o armazenamento de alimentos. 

Mas não somente: a cozinha tornou-se um ambiente do qual temos momentos de convívio com nossa família e amigos.

Mais do que limpa e organizada, a cozinha precisa ser funcional e agilizar as tarefas do dia a dia. A boa notícia é que, na hora de reformá-la, o mercado oferece muitas opções e possibilidades.

Isso tem acontecido, na maioria das vezes, por conta das mudanças nas plantas dos imóveis, que tem até mesmo integrado esse ambiente à sala.

Por isso, a união entre cozinhar, beber, conversar e interagir já é parte do dia a dia de muitas pessoas. Portanto, é necessário adaptar esse ambiente a esta nova realidade.

A seguir, acompanhe algumas dicas para você transformar sua cozinha e garantir um espaço mais agradável e prático para o seu dia a dia. 

 

Dicas para fazer uma mudança na sua cozinha

Além de usar produtos de limpeza para cozinha de restaurante para manter esse cômodo sempre higienizado, algumas estratégias podem ajudar a mudá-lo, como:

 

1. Otimizar o espaço

Para otimizar a sua cozinha, existem algumas opções que podem ser colocadas em prática, entre elas:

  • Aproveitar o espaço nas paredes;
  • Usar móveis planejados;
  • Apostar em organizadores;
  • Adaptar uma pia na bancada.

As paredes podem ser aproveitadas com o uso de prateleiras, armários e ganchos, que vão ajudar a organizar os utensílios como panelas, pratos, panos, entre outros, tudo isso sem comprometer o espaço.

Os móveis planejados ajudam a valorizar o espaço e eles são indicados, em especial, para cozinhas menores e com pouco espaço.

Os organizadores podem ser colocados dentro dos armários, acomodando melhor pratos, talheres e outros utensílios essenciais.

Uma bancada com pia vai ajudar nos momentos de preparo dos alimentos, dando mais espaço para o manuseio dos ingredientes.

 

2. Colocar papel de parede

Os papéis de parede também podem ser usados na cozinha, uma vez que eles são capazes de mudar a cara do ambiente, sem gastos e outros percalços de uma reforma.

São tão práticos de instalar e apropriados para a umidade que podem, até mesmo, ser instalados no banheiro.

São duráveis, podendo permanecer no ambiente de 5 a 12 anos. Ou seja, você pode comprar um papel de parede que combine com a luminária de led para cozinha que você escolheu, para harmonizar o espaço e deixá-lo mais bonito.

 

3. Usar um dispenser de alimentos

Os dispensers de alimentos estão em altas e têm sido usados por pessoas que queiram modernizar o ambiente, mas também deixá-lo mais prático.

Eles são indicados para o consumo de grãos, como cereais, granolas e castanhas, facilitando seu consumo tanto por adultos, quanto por crianças.

 

4. Instalar persianas na janela

Uma cozinha bem iluminada e com entrada de luz natural é fundamental, no entanto, o excesso de luminosidade por atrapalhar em alguns momentos e deixar o ambiente um tanto abafado.

Por isso, o ideal é apostar em persiana vertical preta para bloquear a entrada de luz em momentos mais quentes do dia, deixando a sua cozinha agradável para quando for usá-la.

 

Conclusão

Para colocar em prática todas essas dicas, não se esqueça de antes fazer um bom planejamento. Assim, você evita sair do orçamento previsto e consegue melhorar a sua cozinha com itens de qualidade.

Se for fazer uma reforma mais complexa, que inclui mão de obra especializada, é ainda mais importante planejar-se e se preparar para eventualidades. Depois que tudo estiver pronto, é só aproveitar o novo ambiente com a família.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.